Recuperação de Ferramentas

Ao longo do tempo algumas das nossas ferramentas foram ganhando ferrugem e hoje decidimos recuperá-las e devolver-lhes um aspecto mais adequado. Tratámos apenas da raspagem e retirada de ferrugem, aproveitando para afiar os machados. Infelizmente as engrenagens da rebarbadora deram de si, depois de todo o trabalho a que estiveram sujeitas nos últimos meses, não tendo sido possível terminar todas as ferramentas. Assim que possível tanto a madeira como o metal de cada uma delas será coberta por uma camada de óleo de linhaça com cera de abelha para ajudar a preservar e retardar o aparecimento de ferrugem.

Ao final do dia, um belo petisco e nada como as nossas massarocas de milho tradicional e biológico com uma entaladela na água antes de entrarem no forno com alho, sal e azeite! 😉

Regresso do Sistema Fotovoltaico ao Seu Local de Origem

Continuamos com as tarefas de manutenção do espaço, modificando, arrumando e limpando. Hoje colhemos mais massarocas que assámos e e comemos antes que a passarada desse cabo delas. Colhemos mais tomate e ervas aromáticas, bastante erva príncipe para secar, bem como Louro para defumar e cozinhar. Em breve os nossos primeiros marmelos vão para o tacho para fazer uma bela marmelada.

Hoje já com os pés mais assentes e depois das chuvas dos últimos dias, desmontámos do tejadilho da carrinha e instalámos de novo, o sistema fotovoltaico móvel no seu local de origem ou seja, o WC atrelado, onde fizemos algumas alterações na instalação para facilitar futuras migrações do sistema energético! 😉

De Regresso

Já de regresso, demorámos algum tempo a publicar novidades no blog pois além de alguns tempos de descanso dos quais necessitamos até final do mês, ocupamo-nos essencialmente de tarefas de organização, limpeza e manutenção dos nossos espaços, materiais e ferramentas. Desta forma, além de tudo pronto e arrumado para os próximos projectos, centramo-nos facilmente nas actividades a desenvolver tendo em conta os recursos que temos disponíveis. Esperamos em breve avançar para o planeamento da futura capoeira de galinhas! 😉

Por enquanto, temos continuado com a recolha de alimentos, secagem e separação de algumas sementes para a horta do próximo ano, especialmente variedades de Tomate, Milho e Girassol.

A partir da próxima semana iremos avançar também com a realização novos conjuntos de produtos bem fresquinhos, feitos com as nossas maravilhosas plantas aromáticas e medicinais, para que os nossos seguidores nos possam continuar a apoiar.

Aventuras Pelo Centro de Portugal

Na semana passada partimos na nossa unidade móvel até ao interior do país. Já que saímos do nosso espaço durante alguns dias, decidimos focar a nossa visita nos concelhos afectados pelos fogos deste ano. Não tivemos dúvidas quando partimos decididos a visitar os concelhos de Pedrogão Grande, Castanheira de Pêra, Góis, Figueiró dos Vinhos, Arganil e Oliveira do Hospital. No percurso vimos muito do que a televisão não mostra, mas vimos também que muita da natureza que amamos se mantém intacta.

Este ano centrámo-nos especialmente em actividades de família, aproveitando para estender a nossa comunidade, tivemos a oportunidade de visitar por algumas horas, a nossa amiga Agnes, o marido Álvaro e os seus três filhotes. Ela dedica o seu tempo e actividade, a tarefas relacionadas com homeschooling e ainda ajuda e guia famílias de todo o mundo que procuram alternativas ou mesmo refúgio, devido ao ensino doméstico não ser permitido nos seus países de origem. É um trabalho muito importante e fantástico, que conta com o nosso apoio total. Esperamos encontrar-nos novamente em breve, desta vez no nosso espaço mais junto à costa! 😉

Toda a viagem correu muito bem, a carrinha comportou-se como uma campeã, mas Infelizmente não tivemos muita sorte quando precisámos de ajuda, depois de um pneu furado e já a caminho de casa. O individualismo e falta de solidariedade impediu todos os que passaram por nós de parar para saber se estávamos bem ou se poderiam ajudar de alguma forma. Já depois do episódio e de termos de esperar por assistência, deparámo-nos nas redes sociais com um ou dois comentários de pessoas que disseram que também não paravam, pois não sabiam se poderíamos ser assaltantes ou algo do género. Sendo assim, deixem-me dizer a quem não parou para ajudar, que não tenham medo, pois com uma carrinha lenta de 1982, com cortinas, de pneu e painel solar no tejadilho ou seríamos uns ladrões como muito bom gosto ou com uma grande falta de noção na escolha de um carro de fuga! 😉

Aqui ficam algumas imagens por alguns dos pontos de passagem e a foto do pneu rebentado, praticamente no fim do percurso! 😉

Haverá melhor creche/escola que esta?

Haverá melhor creche ou escola que aquela que prepara para a vida, para os afectos, para o amor, onde as aprendizagens são feitas naturalmente e voluntariamente com a orientação dos dois elementos de maior vínculo afectivo? Quando decidimos mudar de vida, tínhamos em mente podermos um dia dar à nossa filha tudo aquilo que estamos a dar. Tempo, atenção, carinho, dedicação, brincadeiras e experiências ricas em significado, às quais a maior parte das crianças da sua idade não têm acesso, seja por ignorância, por desinteresse e também por falta de tempo dos pais. As aprendizagens surgem da sua vontade e curiosidade, sem necessidade de “motivações externas”, os nomes das coisas surgem da necessidade de os utilizar, as palavras surgem naturalmente no processo de aprendizagem da Língua, os cheiros e o sabor das plantas, das flores, das bagas, dos vegetais, são testados in loco através de todos os seus sentidos e as tarefas de manutenção do espaço são realizadas por iniciativa própria, onde a rega, a colheita de frutos e sementes, a captura de elementos invasores como caracóis, é feita através de brincadeiras, reproduzindo o exemplo de quem a acompanha. Cada refeição é feita de raiz e com a sua participação, utilizando alimentos reais, com alguns acabados de apanhar e ao mesmo tempo que ajuda na confecção, experimenta cada um individualmente trabalhando as papilas gustativas e aprendendo a gostar de alimentos saudáveis e com real valor nutritivo. Nada de comidas processadas ou doces, nada de comida contaminada com pesticidas e organismos geneticamente modificados. As aventuras no exterior são como um Safari, partindo à descoberta de outras realidades centrando-se da mesma forma na vivência e experimentação, mas aplicada a diferentes elementos, como é o caso da praia, onde a energia e o som de cada onda, percorre o corpo com uma sensação de entusiasmo, renovação e ao mesmo tempo de medo do desconhecido. Onde cada recanto explorado na rocha é motivo para iniciar conversas com quem nos cruzamos ou simplesmente para mais tarde recontar o episódio de descoberta transmitindo o entusiasmo que sentiu durante o mesmo. Esta é apenas uma pequena parte do trabalho que fazemos com a nossa menina e pela evolução que vamos presenciando todos os dias, temos a certeza que tal como no passado, quando as crianças eram criadas no seio da família, esta “creche” é a melhor que lhe podemos dar! 😉

Detalhes Funcionais

Durante os últimos dias temos apostado na experimentação dos conceitos na carrinha, com o objectivo de prever as nossas futuras necessidades e lacunas. Neste momento ocupamo-nos dos últimos detalhes funcionais, adicionando ferragens reutilizadas que estavam guardadas há mais de dois anos ainda da altura do projecto em Mafra e que servirão para pendurar o que for necessário no interior. Adicionamos peças feitas a partir de sobras de material para reforçar a segurança da abertura ou fecho dos gavetões, fixámos as cablagens do sistema fotovoltaico para dar outro aspecto à coisa e agora que já não é necessária determinada ferramenta, devolvemo-la a quem nos emprestou. Ainda com alguns detalhes para concluir até ao final da semana, hoje adicionamos um pormenor de decoração feito e oferecido pela nossa amiga e vizinha Luísa! 😉 Ao mesmo tempo que caminhamos para a conclusão deste projecto móvel, aproveitamos para agradecer a todos os contribuíram de alguma forma para a concretização do mesmo. Obrigado amigos João Neves, Carlos Melo e Luísa Franco, a todos os que de alguma forma recorreram aos nossos serviços/produtos e por fim, agradecer aqueles sem os quais esta aventura não tinha sido possível, os nossos pais e nós mesmos, que todos os dias fazemos magia, muitas vezes sem saber como, sempre com bastante determinação e sacrifício, mas também com muita alegria e felicidade. Por fim a palavra mais importante vai para as minhas meninas. Obrigado por tudo minha Maria! Sei que foste sobrecarregada e não foi fácil fazer tudo o que eu não pude fazer enquanto estive embrenhado neste projecto. Obrigado filhota, por gostares das coisas malucas que o pai faz, por me acompanhares e inspirares a ser o pai que tu mereces ter! Beijo, minhas Deusas 😉

Migração do Sistema Energético e Visita ao Moinho do Boneco

Durante o dia de hoje migrámos todo o sistema energético para a carrinha. Painel, bateria, quadro eléctrico de distribuição e por fim o frigorífico. Alterámos ainda o nosso quadro, adicionando um sistema rápido de conexão e desconexão que permite enviar energia do interior da carrinha para uma caixa estanque que instalámos no terreno e que por sua vez a encaminha para o nosso abrigo. Resumindo, temos a nossa própria electricidade, e a carrinha assume o papel de gerador móvel nos próximos tempos. Se sairmos, levamos tudo connosco e o sistema fica desconectado no yurt. Quando regressamos voltamos a ligar a ficha e está tudo operacional de novo! 😉

Para testarmos as fixações e os conceitos fomos fazer um test drive até ao moinho da nossa amiga Fátima, onde ajudámos a preparar as velas para colocar o moinho em funcionamento. Vimos o milho a ser moído pela força do vento na mó de pedra. Trouxemos farinha de trigo barbela e farinha de milho, bem como algumas sementes para fazermos o nosso canteiro de trigo este inverno. Obrigado amiga! 😉

Energia Móvel e Novo Rebento de Bananeira

Durante a manhã de hoje removemos o painel fotovoltaico do telhado do nosso atrelado WC/Gerador, desmontámos o sistema de suporte e elevação do mesmo aproveitando para fazer uma limpeza de manutenção. Para o podermos adaptar na carrinha e tornar o conceito completamente autónomo, fabricámos novas peças que iremos utilizar para o fixar às barras do veículo. Ficou por fazer as restantes marcações e perfurações que permitirão unir os dois componentes! 😉

Durante a tarde já depois da hora do calor aproveitámos para realizar tarefas de manutenção e rega das nossas plantas. Ao passear pelo espaço reparámos que temos finalmente um rebento de bananeira da nossa mais antiga e resistente planta. Esperamos que seja um bom sinal visto que o ciclo da bananeira está a avançar! 😉

 

Módulo Terminado por Completo

Hoje finalmente terminámos por completo o módulo da carrinha. Reutilizámos madeira e metal , criámos a partir de L’s metálicos, ferragens novas que utilizámos na restante fixação do módulo ao chão da carrinha, restaurámos dobradiças velhas que aplicámos no módulo de lavagem, instalámos os dois gavetões em falta com as respectivas corrediças e criámos finalmente o referido gavetão com Lava-loiça / Lavatório articulado, que levará no seu interior 10L de água do poço, num jerrycan para utilização normal. O outro gavetão interior, além das ferramentas básicas para manutenção, tem capacidade para um segundo jerrycan onde irão armazenados 10L  de água potável para consumo. Esperamos amanhã avançar para a preparação da migração do módulo fotovoltaico, bateria e quadro eléctrico. Estamos mesmo na recta final! 😉