Reutilizar Material Tem os Seus Custos

Avançámos mais um pouco na construção da nossa capoeira móvel, mas reutilizar material, tem os seus custos pois o tempo despendido nesta actividade nunca é contabilizado como gasto. O facto de conseguires recolher materiais que já têm outros cortes e muitas vezes, como se tratam de sobras descartadas por erros de corte, obriga-te primeiro a acertares todas as peças, para depois conseguires ter uma base certa e perpendicular ou paralela, para as medidas das peças que pretendes criar, sairem o mais certas possível. Felizmente com tempo tempo, imaginação e algumas sobras de material tens a oportunidade de criar novos conceitos.

Por exemplo, hoje adicionámos dobradiças e pegas reutilizadas de outras construções antigas, na capoeira. Fixámos tampas laterais de sobras de contraplacado de 20mm, um fundo de aglomerado de 20mm na base do chão flutuante, isolámos certos pontos com um resto de silicone, no interior. Criámos ainda, a portada traseira de contraplacado tricapa que se abre totalmente por meio de dobradiças para limpeza e remoção do tabuleiro ao nível da cintura. Ainda vamos criar essa peça, que vai tornar a manutenção mais célere, sem posições desnecessárias e em esforço físico. Faltam ainda vários pormenores, como a adição de perfis em todo o exterior, as ferragens da porta, a escada de acesso, a trave interior onde poderão dormir elevadas da base interna, a lixagem a pintura definitiva para proteger o conceito e o referido tabuleiro de acrílico ou metálico conforme o que conseguirmos inventar.

Reutilizámos também uma estrutura metálica, uma base redonda de OSB e 4 tijolos burro, que permitem que o ar circular livremente por baixo do conceito, ao mesmo tempo que o adaptam a oscilações causadas por vento mais forte sem que se danifique a estrutura. Por outro lado, mantemos o conceito elevado do solo, longe de humidade, de possíveis predadores ou roedores e sem a necessidade de adicionar mais material (madeira). Não estando fixa, permite facilmente ser alterada a sua localização, de acordo com a necessidade ou condições climatéricas! Pode ainda ser transportada no interior de uma carrinha comercial.

Queres acompanhar mais de perto? Subscreve para receberes todas as novas publicações no teu mail! 😉

Deixar uma resposta