Mãos na massa

Estivemos bastante ocupados com manutenções e restauros, nos últimos dias. Hoje, com o Solinho de manhã a aquecer os ossos, toca a ir para a rua mondar, cortar mato e libertar espaços para receberem mais árvores e arbustos. Esta zona no limite do terreno e à volta do círculo de infiltração de águas cinza estava, já fora de controle com as mais variadas espécies, já do nosso tamanho! Ainda não tivemos a possibilidade de investir numa roçadora boa a bateria, pelo que o trabalho, foi mesmo todo feito manualmente e apenas com a ajuda da gadanha e do ancinho. Depois do corte, procedemos como sempre à largada em todos os locais que precisavam de cobertura de solo. Desta forma devolvemos rapidamente nutrientes, ao mesmo tempo que protegemos o solo do sobreaquecimento e perda de humidade. Aproveitámos ainda para adicionar ao nosso pomar uma Romãzeira e uma Ginjeira! A antiga bananeira foi transformada em alimento e água suplementar para as outras plantas, tendo sido cortada em bocados e colocada na base de uma das árvores plantadas. Ainda há muito para cortar e devolver ao solo de forma a acelerar o processo, mas por hoje já chega! 😉

Deixar uma resposta