Update dos últimos 30 dias

É verdade! Passou mais de um mês, desde o último post aqui no blog. Estes últimos 30 dias foram uma montanha russa de emoções e de muita coisa a acontecer ao mesmo tempo. Desde o cuidar e estabelecer algum alimento de inverno na horta, lidar com tempestades fortes e infiltrações, ao preparar todos os produtos para as entregas natalícias ao mesmo tempo que aguardamos a chegada de um novo filho e se criam prendas de Natal exclusivas para a filha mais velha. Durante os últimos dias do ano, o tempo melhorou e consegui finalmente dedicar algum tempo à trituração de podas e proteção dos canteiros de produção alimentar.

Entretanto parámos a maior parte das actividades no espaço, aproveitando para fazer alguns restauros e reparações electrónicas, enquanto o nosso menino não anunciava a sua chegada. Passou o Natal e nada, passou o Ano Novo… nada… Entretanto, no dia de Reis, o nosso bebé decidiu iniciar o processo de chegada a esta família. Ficámos a conhecê-lo no dia 7 de Janeiro, no conforto do nosso lar, sob a influência de uma lua quase cheia. Um menino saudável de 4,200Kg trazido ao mundo por uma mãe valente, que respeitou o seu corpo, apoiada por uma filha e um pai presentes que ajudaram em todo o processo. Tudo isto, sob o olhar atento da nossa amiga enfermeira, que nos acompanhou. Assim passámos a ser quatro elementos a viver de forma natural, resgatando o poder sagrado do parto e da mulher, como um acto familiar e não um como acto médico. Agora avançamos com mais calma, pois a logística mudou e estamos no período de adaptação. Agradecemos por todos os contactos e parabenizações. Estamos cansados, mas bem e ficamos a aguardar as vossas solicitações de ajuda, colaboração ou necessidade de prestação de serviços para este ano. Até já! 😉 Paulo, Maria, Gaia e Noa

Produtos Ecológicos para um Natal Sustentável

Este mês, a maior parte do tempo de ocupação da oficina acabou mesmo por ser dedicado à preparação, finalização e expedição dos nossos maravilhosos produtos ecológicos. Estes são produtos que disponibilizamos em determinadas épocas do ano e que permitem, a quem acredita no nosso trabalho, ter a oportunidade de levar consigo um pouco do amor e carinho que colocamos em tudo o que fazemos. Este ano adicionámos aos fantásticos sabonetes, bálsamos e velas de cera de abelha, os chás agroecológicos, o elixir e em breve as t-shirts Permabio, impressas por amigos do projecto, com a técnica de serigrafia manual, tintas eco e solúveis em água, num fantástico tecido de algodão orgânico certificado, para que todos juntos, possamos contribuir para um mundo melhor e uma época natalícia sustentável.

Se quiseres saber mais sobre os nossos produtos e se pretendes investir no nosso projeto, segue a ligação: https://bit.ly/37yKaEv

Oficina de Trabalho – Reparações e Restauros

Educação Ambiental e Ecologia, não é apenas tratar de árvores, plantas e solo, produzir o seu próprio alimento, gerir os seus resíduos e construir a sua própria casa, mas também uma visão mais alargada e completa do consumo e descarte dos objectos que utilizamos no dia a dia e de como a tua acção, conhecimentos e skills podem melhorar essa experiência e como podes travar o consumo, dando uma 2ª, 3ª ou 4ª vida a muitos objectos. Falo de uma verdadeira reutilização e combate à obsolescência programada que nos é imposta, antes de irem definitivamente parar a um sótão, a um aterro ou algures por aí, como muitos de nós, infelizmente podemos constatar . Para este tipo de trabalho, a oficina de trabalho móvel, tem-se revelado uma grande mais valia para o projecto, especialmente este Outono chuvoso, pois além do armazenamento e organização que permite, está dividida em várias áreas de trabalho. Tornou-se essencial para o processo de fabrico dos produtos naturais que fazemos para nós e para os nossos apoiantes, mas dentro dela contamos também com zonas de restauro, manutenção e reparações electrónicas. Há ainda espaço dedicado a testes e produção fotográfica, video, desenho 3D e conteúdos digitais, os quais utilizamos no nosso projecto e muitas vezes como moeda de troca ou prestação de serviços a projectos parceiros. Este mês além de algumas recuperações retro, ajuda a portáteis e telemóveis de amigos ou familiares e de termos salvo alguns objectos do aterro, tratámos de melhorar as nossas competências a nível de dessoldagem e aproveitamento componentes, bem como nos desafiámos a calibrar um monitor profissional de forma a obtermos a melhor qualidade possível de imagem. Se têm material que já não precisam, que ainda está funcional, que pode até ser antigo mas funciona, não mandem fora ou para a reciclagem. Mostrem-nos o que têm para doar, pois certamente podemos ajudar a dar-lhes uma segunda vida! 😉

Série de Actualizações

Com tudo o que tem sido necessário fazer nas últimas semanas, foi complicado encontrar tempo para parar um pouco e colocar conteúdos aqui no blog. Temos comunicado mais pelas redes sociais, mas chegou a altura de actualizarmo-vos relativamente à evolução do espaço e actividades que realizámos durante o último mês. Para isso, vamos colocar ainda hoje, uma série de publicações distintas para não carregarmos tudo apenas num único post.

Não percas nada do que temos para te mostrar! Subscreve já! 😉

Loading

As últimas duas semanas

Estão sempre muitas coisas a acontecer por aqui, e estas duas semanas foram preenchidas com várias actividades de manutenção do espaço, restauros electrónicos e informáticos, algumas celebrações e muito trabalho no exterior. Como forma de transformarmos problemas em oportunidades e ajudarmos o solo na sua regeneração, desbastámos dois dos nossos eucaliptos para lenha e fizemos trituração de ramos e folhas para cobertura de solo. Num sistema de policultura de espécies integradas também com eucaliptos, podemos criar rapidamente matéria vegetal, rica carbono, água e os demais nutrientes que irão ser depositados no solo para acelerar os processos regenerativos. Muitos olham para o eucalipto como um problema, mas na realidade o problema não é esta árvore, o problema não são as alterações climáticas e o problema não são os fogos. O problema é o afastamento do soberano mundo natural , uma má gestão do território e dos recursos associada à corrupção de pessoas e valores, para através de várias práticas danosas para o meio ambiente como a aplicação de fitofármacos e as explorações intensivas em monocultura, dar alimento à ganância dos “donos do mundo” em nome de um crescimento económico ilimitado. Felizmente a natureza não precisa de ser salva, nós é que precisamos de ser salvos, principalmente de nós próprios e da nossa ignorância.

Como forma de melhorarmos anualmente o nosso banco de sementes e por conseguinte, a nossa segurança alimentar, já contamos com diversas sementes, de onde destacamos com orgulho o nosso milho bio de terceira geração, ou seja o mini crioulo, mas também os nossos próprios híbridos que surgiram este ano. Já os debulhámos e secámos e estamos a proceder ao processo de armazenamento. Em breve teremos saquetas de sementes disponíveis para quem desejar investir no nosso projecto, ao mesmo tempo que tem a oportunidade de manter viva uma semente verdadeiramente biológica e natural.

Depois da manutenção bi-anual da zona de saída de águas cinza, instalámos recentemente a nova caleira na oficina móvel e procedemos a uma limpeza no interior da charca/zona de infiltração, que está agora pronta, para ser um novo ponto de retenção e infiltração de água. Aqui iremos receber preciosas centenas de litros de água da chuva, através deste segundo sistema de captura.

No espaço dos animais, removemos e preparámos a matéria que cobria o solo para integrar o recipiente de compostagem. Procedemos ainda ao corte e poda de ramos e folhas indesejadas e separámos ainda a palha do chá principe, dividindo os rebentos novos para os podermos propagar! A nossa menina também esteve muito empenhada a separar folhas de eucalipto para fazermos novos produtos!

Este mês comemoramos o sétimo ano vivencial do projecto Permabio. Fez este mês de Setembro, 7 anos, que ainda sozinho iniciei o projecto efectivo, avançando com planeamento do abrigo que permitiria dar início a esta grande aventura. Pelo caminho cruzei-me com algumas pessoas cruciais e com uma companheira à altura, o que nos permitiu iniciar duas vezes a construção de um espaço que poderíamos sentir ser a nossa casa. Há 4 anos, migrámos para o espaço actual, onde entre muitas coisas boas, fomos pais de uma linda menina que veio adicionar preocupações e desafios, mas também muita riqueza e felicidade. Para quem segue o nosso trabalho, sabe que têm sido anos de esforço, trabalho e sacrifício, com algumas pedras pelo caminho, mas sem nunca perder o foco. Sem dúvida, sentimos que estamos no caminho certo e sabemos para onde queremos caminhar. É desta forma que queremos viver, por isso celebremos. Celebremos todas as conquistas e projectemos todas as outras que estão por vir. Obrigado também a todos os que têm contribuído para a nossa evolução como pessoas e para a regeneração deste espaço natural que não nos servirá tanto, mas sim à futura geração! 

Não percas nada do que temos para te ensinar! Subscreve já! 😉

Loading