“Sonho de Consumo”

Aquele “sonho de consumo” acabou de chegar ontem ao final do dia pelas mãos dos nossos amigos Luís e Sónia da Apicosta! Mais uma fase e oportunidade de aprendizagem ao mesmo tempo que damos abrigo e condições para a natureza continuar o seu trabalho aqui no nosso espaço! Aqui ainda faltava dar-lhe algumas camadas de óleo de linhaça para a proteger, fazer-lhe um telhado de chapa e colocá-la em bases de pedra. É linda! É uma topbar! 😉 Já temos alguma base de cera com material para as atrair. Tem uma janela de observação, uma base para adicionar alimento. São 24 quadros e um separador. 10 estão já preparados para elas chegarem e ocuparem. Depois quando quiserem expandir, têm espaço. Tem tb um fundo que se abre para limpar e tirar varroa ou bicharada que fique no fundo. Uma maravilha!

Novo projecto comunitário

Andamos com um projecto novo e grande, em mãos, que visa expandirmos a nossa comunidade e estreitar laços de proximidade para os tempos que se aproximam! Em breve contaremos mais novidades. Os dias de trabalho têm sido imensos e o dia de hoje foi um autêntico dia de primavera, mas infelizmente estivemos a trabalhar num interior cheio de pó, teias de aranha, madeira e tijolo. A caminho do novo projecto aqueles belos takes que nos enchem os olhos de verde e que nos relembram do bem que andamos a fazer por este planeta e pelo futuro dos nossos meninos! 😉

Árvores para plantar, muita água da chuva, comida na horta e projectos para 2021

Este Dezembro, continuamos a adicionar mais espécies ao nosso espaço, a colocar muita comida na terra para os próximos meses e a plantar mais árvores na nossa floresta comestível, nos intervalos da chuva. A dorna de recolha de água da chuva e abastecimento dos nossos conceitos, está sempre cheia e em uso constante e o sistema 12v de bombeamento que montei tem funcionado muito bem a partir do nosso humilde painel fotovoltaico, tanto para água na cozinha como água nos banhos.

Nesta altura andamos preparar canteiros para colocar mais comida e a colher as nossas flores de calêndula para secagem e maceração, de forma a garantir matéria-prima para os produtos dos próximos meses. Fizemos à troca, alguns trabalhos digitais para amigos e recebemos de outra amiga, duas novas habitantes no nosso espaço, ficando agora a capoeira completa com 4 elementos. Para 2021, já existem dois projectos planeados e que esperamos conseguir concretizar. Uma estufa geodésica e uma Colmeia. 😉

Recolhas, Restauros e Reparações

Como sabem, privilegiamos todo o tipo de competências e não é por trabalharmos com o mundo natural, que rejeitamos o conhecimento tecnológico, pois gostamos de fazer diferente e de unir o melhor dos dois mundos. Há anos que desenvolvemos projectos complementares como forma de combate ao desperdício e ao lixo electrónico que vai para aterros. Para isso recebemos e recolhemos alguns materiais e ferramentas de interesse directo, para serem reparados, restaurados ou para lhes ser dada uma segunda vida. Efectuamos ainda alguns trabalhos de reparação e restauro em trocas que fazemos com apoiantes e amigos ou que são trocados em parcerias com outros projectos. Ficam aqui algumas imagens de peças no seu estado à chegada, durante os processos de restauro e alguns já terminados. Se tiverem materiais, ferramentas ou aparelhos para a reciclagem ou aos quais não dão uso, contactem-nos por mensagem no facebook ou aqui e enviem-nos imagens do que têm, para podermos seleccionar os que poderão ainda ter utilidade! 😉 Obrigado

Reparações, Restauros, Investimento e Solidariedade Social

Aos poucos temos vindo a aumentar e a expandir as nossas competências, com vista à recuperação de equipamentos electrónicos que por vezes apenas precisam de algum amor e dedicação. Estamos inclusive a desenvolver em parceria com um amigo algumas peças 3d com filamento reciclado para substituição de peças originais em computadores clássicos. Alguns dos aparelhos que recuperamos são propriedade individual e nestes prestamos serviços de manutenção, mas outros foram mesmo abandonados no lixo, doados ao projecto ou trocados. Desta forma tentamos abranger mais um ramo do muito que há por fazer pelo bem do nosso planeta, contrariando a obsolescência programada de muitos equipamentos, limpando, cuidando, restaurando e valorizando os mesmos. Ao mesmo tempo, executamos estes trabalhos estendendo-lhes a vida, podendo nós próprios colocá-los a uso ou dar-lhes uma segunda vida na casa de algum apoiante, em troca de investimento no projecto. Já sabem se há por aí algum equipamento com potencial, não coloquem no lixo ou na “reciclagem”, pois infelizmente os mesmos irão mais tarde ou mais cedo acabar esventrados e seguramente parar ao aterro. Aqui, tratamos de colocá-los como novos e a bom uso. Se têm algo para doar de preferência em funcionamento, contactem-nos, pois poderemos ter interesse em alguns deles. Trocamos e doamos também alguns equipamentos a quem precisa, nomeadamente um projecto vizinho informal, de solidariedade social, que disponibiliza este e outros tipos de bens, em troca de bens alimentares e de higiene para famílias necessitadas da região. Esta é mais uma forma de cuidar do Planeta, cuidar das pessoas e partilhar os excedentes! 😉

Andámos perdidos por aí

Durante alguns dias fomos dar uma mãozinha aos nossos amigos da montanha! Entre caminhadas pela montanha e banhos no rio, andámos perdidos por lá a usufruir do que resta de espaços menos alterados pela mão humana. Aproveitámos para descansar um pouco ao mesmo tempo que ajudámos quem precisava das nossas competências. instalámos um pequeno sistema fotovoltaico com material reutilizado a uns e fizemos uma limpeza do Génio de Maçã a outros. Revisitámos alguns amigos, visitámos outros pela primeira vez e voltámos mais ricos destas experiências, prontos para continuar a fazer evoluir o nosso projecto! Obrigado a todos, vcs sabem quem são! Abraços do fresco Oeste para as quentes montanhas do centro de Portugal. Até já! 😉

Um Novo Ciclo de Celebrações

Demos início ao novo ciclo de celebrações de Final de Ano, com a montagem em família, do nosso conceito minimalista de Árvore de Natal. Somos gratos pela onda de generosidade característica desta época e queremos agradecer em especial, as ofertas/doações de equipamentos que os nossos amigos Riikka e Pedro, fizeram recentemente. Vamos dar uma segunda vida a esses equipamentos, restaurando-os e/ou reutilizando-os em futuros projectos evitando que vão parar um aterro ou que sejam desmantelados enquanto estiverem a funcionar em condições. Uma das ofertas foi um velhinho portátil, que é uma robusta máquina de guerra de 2003, mas que já tratámos de começar o processo de limpeza, para podermos passar à fase seguinte da sua recuperação. Obrigado por estas prendinhas antecipadas! 😉

“Lixos” de Jardim

Depois de dois finais de dia inspiradores junto ao mar, ao regressarmos a casa, deparamo-nos com um monte enorme de ramos e arbustos junto ao contentor do lixo. É incrível como em pleno séc. XXI, ainda existam mentes “brilhantes”, que colocam os “Lixos” de Jardim no caixote da rua ou junto a ele. É do mais idiota possível ter-se um jardim ou um quintal e depois de podar árvores, arbustos e cortar a relva, ter a fantástica ideia de ir deitar tudo “fora”. Desta forma não só retiram fertilidade ao seu solo, como criam um problema para “outro alguém” resolver. Outra idiotice para a qual não tenho tolerância são as queimadas. Estas ainda mais danosas para o solo e para o ar, além de que são potenciais causadoras de incêndios.

Resumindo, recolhemos logo na hora, o que alguém deitou fora de forma errada e transformámos um problema numa oportunidade. Hoje depois de tratarmos o espaço dos animais dedicámos o dia todo à trituração desses recursos gratuitos, distribuindo-os nos espaços menos férteis que temos. Já mais ao final do dia, podámos um dos nossos sabugueiros que estava bastante descontrolado e como “pessoas normais” que pensam, deixámos toda a matéria triturada ao redor da árvore, adicionando desta forma, água, nutrientes e protecção de solo, ao mesmo tempo que fizemos evoluir e acelerar numa hora, o que a natureza demoraria meses ou um par de anos a fazer. A nossa menina esteve envolvida em todo o processo, trazendo ramos para triturar e levando a estilha no seu carrinho de mão para fertilizar os canteiros ou como ela diz, dar papinha às plantas! Ehehe

Esta semana também já conseguimos ter totalmente plantados, com culturas de inverno, os três canteiros que preparámos anteriormente. Tudo está a evoluir gradualmente e temos de continuar com os trabalhos de preparação para o inverno.

Gostaste da dica? Não percas nada do que temos para te ensinar! Subscreve já! 😉

Em Constante Mudança e no Bom Caminho

Nas duas últimas semanas decorreram algumas mudanças no projecto, umas boas, outras não tão boas, mas esse navegar com a vida é que nos faz acordar com olhos no futuro,  não deixando de viver o presente.

Vendemos a nossa carrinha clássica, para podermos continuar a fazer evoluir o projecto investindo em novos recursos e resolvemos alguns pormenores técnicos relacionados com o terreno, que contribuem para a nossa resiliência a longo prazo.

Em relação aos animais, uma gata selvagem matou o coelho que cá andava e Infelizmente, uma das nossas galinhas, que já acusava algum problema desde o início, mas que nunca conseguimos diagnosticar, foi ficando gradualmente debilitada. Num curto espaço de dias não resistiu. Desconfiámos desde o início pois sabíamos que pelo menos uma delas não estava a colocar ovos. Agora ficamos com a companhia de apenas duas meninas.

Têm surgido oportunidades que nos vão permitindo fazer o projecto avançar e especialmente pessoas que acreditam e confiam no nosso trabalho. Estes últimos continuam a ajudar-nos e a investir em nós, como é o caso da nossa amiga Luísa que nos visitou a semana passada e que sempre nos presenteia com a sua presença e com doações fantásticas, que vão desde sementes ou cartão, a aparelhos electrónicos para recuperar e dar uma segunda vida, bem como, ferramentas de trabalho. Foi um bom dia de convívio com muita partilha pessoal, entre pessoas verdadeiras, sem capas e sem máscaras! 😉 Obrigado amiga Luísa, por todo o apoio que nos tens dado! Beijo nosso! 😉

Apresentamo-vos o Badé

Como este é o ano da bicharada, já percebemos que além das galinhas, o gatinho preto que nos foi presenteado pela própria mãe na sexta-feira 13 passada, e que resgatámos da morte, vai provavelmente ficar cá por casa. Eu só espero que quando o “Badé” crescer, não raspe ou rasgue nenhuma tela, não se meta com as galinhas e não me vá mexer na horta, senão está tramado comigo. Um grande obrigado à nossa amiga Ana que nos tem dado dicas preciosas e até nos enviou comida de emergência, um biberão e ainda outras coisas, que nos permitiram salvar esta vidinha! 😉 Hoje, com cerca de três semanas, ele parece forte, anda (gatinha), trepa a tudo, já vai comendo papa sólida, devora o biberão e arranha toda a gente enquanto as suas necessidades não estão satisfeitas. Salta constantemente da caixa para andar a explorar ou à nossa procura. A origem do nome Badé, tem um significado especial para nós como família, pois a nossa menina, quando ainda balbuciava, e não falava como fala hoje, sempre que via um gato, seja fisicamente ou numa ilustração, automaticamente dizia “Badé”. E pronto, este é o Badé! 😉

P.S. – Se alguém tiver uma caixa de transporte e/ou uma caixa de areia com peneira, que não use e que não se importe de nos ceder, o Badé agradece! 😉

Visitas, Recursos Gratuitos, Materiais e Novos Projectos

Com o bom tempo dos últimos dias, esta semana continuamos a avançar com mais germinações que irão ocupar os espaços que formos preparando e tornando disponíveis para plantio. Ainda tivemos tempo de receber amigos para conviver, brincar com água da dorna, mergulhar nas ervas e balançar no novo baloiço. Ofereceram-nos fantásticas ferramentas de madeira e de metal que eram do menino deles e que agora ficaram para brincar na horta. Obrigado amigos. Até já! 😉

Ontem recolhemos imenso cartão no papelão junto a uma padaria, que vamos poder utilizar na cobertura de solo das novas camas que pretendemos fazer no modo (“no dig bed” – Canteiro directo sem necessidade de cavar). Só nos falta a estilha para cobrir o cartão e podermos plantar directamente. Vamos ver o que se arranja nos próximos tempos! 😉

Hoje, e antes que o tempo mude de novo, a nossa carrinha voltou à estrada. É um prazer conduzir esta relíquia. Depois das verificações habituais, arranca sempre à primeira e nunca desilude. Lá fomos buscar material para o telhado da capoeira, e madeira tratada para um projecto novo! O que será que andamos a planear?

Queres saber mais? Subscreve já! 😉