Educação e Skills de Sobrevivência

Hoje foi dia de iniciar treinos com os meninos em algumas skills de sobrevivência. Recolha e processamento de lenha e criação de acendalha natural, utilização de pano de algodão carbonizado e pederneira para atear um fogo, utilização de fogão foguete desmontável para ferver água e fazer chá com ervas recolhidas no nosso espaço, utilização de faca e paus de acácia para criar dois cajados de madeira maciça e ainda carregamento solar portátil para sistemas de comunicação por rádio! Mais que nunca, há que dar ferramentas mentais e práticas aos nossos filhos, para enfrentarem os tempos adversos que se aproximam.

Trabalhinho do Jardim Comestível

Hoje foi dia de mondar, plantar árvores e arbustos e meter mais comidinha da boa na terra. Ainda cortámos um velho tronco de eucalipto morto que servirá para lenha e colocámos a colmeia mais perto do muro para absorver calor por irradiação ao final do dia! Tb colhemos qq coisa! 😉

Bom Ano

E como o futuro é das crianças, temos de as proteger e dar-lhes uma vida o mais natural e saudável possível. Sem venenos, com acesso a comida, a água e ar puro, reatando o laço com a essência da vida, da criatividade, do jogo, da brincadeira e das experiências reais ao mesmo tempo que permitimos a utilização de tecnologia apenas como uma ferramenta para executar uma função e não como a substituição da realidade. De outra forma caminharíamos certamente para a criação de uma geração governada por realidades virtuais, inteligência artificial e identidades digitais em regimes tecnocracratas. Assim se criam os resistentes do amanhã, num mundo que não mais será aquilo que foi! Bom ano e façam por deixar ao mundo, uma melhor geração que a nossa!

Peça Decorativa de Natal

Utilizando conteúdos como a cor, as medidas, os instrumentos de medição, a geometria, a reutilização, a dobragem, o recorte e a colagem, está tudo a postos! A peça de decoração final, construída com material reciclado, que a nossa menina recolheu juntos os avós, está construída e instalada! 😉 Boas Festas

Ser criança e viver de forma a nunca deixar de o ser!

Esta semana nos intervalos da chuva deu para brincar na rua, aprender a utilizar novos materiais e ferramentas, criar artesanato e histórias, aprender a ler e a escrever e até a gravar canções. Até deu para ajudar os avós a montarem a árvore de Natal! Tão bom ser criança e viver de forma a nunca deixar de o ser!

Aprender ao seu Ritmo

Tentamos que as aprendizagens dos nossos meninos sejam diversificadas, sempre com recurso ao espaço natural que os rodeia, mas também, através de jogos, materiais didácticos e experiências práticas de interacção com o outro e com os elementos na exploração de materiais, locais e ferramentas. Neste momento e depois de alguns anos de muitas histórias e aventuras, a nossa menina está a aprender a ler e a escrever ao seu ritmo, estando bem encaminhada. O sucesso virá da necessidade de querer entender o que o mundo exterior lhe apresenta e não através de algo forçado ou sequencial, com um ritmo ou motivação que não os seus, dentro de um espaço fechado e pouco dinâmico. Mais que nunca, o ensino doméstico natural, nestes primeiros anos de escolaridade é extremamente vantajoso, pois permite-se que a criança aprenda principalmente pela brincadeira e pela necessidade de superar desafios que ela própria define, ou seja, sem a constante necessidade de motivação ou pressão, mas sim, com respeito pela sua maturidade, ritmo e interesse. 😉

Actividades Educativas – Sabão de Cozinha

Desde sempre o temos feito! O constante aprender de acordo com os interesses das nossas crianças, a exploração do mundo natural e o aprender através de pequenos projectos que desafiam a colocar a teoria junto da prática. Hoje foi mais um dia de educação ambiental para aprender como se transforma um suposto desperdício dos nossos parceiros comunitários, num recurso ou até mesmo numa fonte de rendimento dentro de um sistema de trocas. Tudo isto ao mesmo tempo que se fecham ciclos. Foi dia de transformar óleo de cozinha utilizado, para criar sabão para lavar a loiça!

Antes de iniciar o processo, tratámos de diagnosticar o problema da nossa balança, desmontámo-la, limpámo-la e refizemos algumas soldas. Colocámos novas baterias e avançámos com o trabalho. Utilizámos as nossas competências motoras para utilizar ferramentas e manusear utensílios e ingredientes, bem como, conseguimos interpretar e seguir uma receita escrita com medidas certas a reproduzir! 😉

Há que os ter, nos tempos que correm.

Há um ano atrás, procurava quem os tivesse, mas muito poucos os tinham. Agora já alguns têm, mas parece que muitos não os querem ter ou então alguma praga os apanhou que até cresceram para dentro! Eu tenho os meus e tu? Tens os teus? Temos de ser quem precisamos de ser para os tempos que se avizinham! Não os deixes fugir.

Vivam!!!

É imperativo viver! Não existir apenas, mas viver verdadeiramente em consciência da realidade. Infelizmente muitos ainda dormem ou estão sob um encanto que não tardará a cair para juntos podermos construir um futuro onde a farsa, a mentira e o colaboracionismo não têm lugar. Boa sorte a todos pois o despertar vai ser duro para quem teima em não acordar. Vivam!!!!

Brinquedos com materiais naturais

E hoje em dia de celebração de aniversário do mentor do projecto, foi dia de ir para a rua brincar e fazer brinquedos com materiais naturais! Varinhas mágicas com varas de ameixeira e flautas naturais de cana e cortiça! Aproveitámos tb para lavar a dorna de recolha de água da chuva, bem como, o sistema de filtragem de partículas e prepará-la para as chuvas desta semana! 😉

Dois meses de muito trabalho

Nos tempos conturbados que vivemos, agora mais que nunca, é altura de meter mãos na massa. O futuro que desejas, ninguém o vai construir por ti. Vai, avança, faz! Mete mais acção e menos palavras. É isso que continuamos a fazer. No mês de Agosto e Setembro dedicámos o nosso tempo ao nosso espaço (manutenção da horta, colheitas, processamento e conserva de alimentos, podas, trituração de material, preparação de composto, recolha e gestão de sementes, limpeza e manutenção do espaço dos animais, mas também brincadeira e descanso com os nossos meninos. Na última semana demos finalmente um grande passo na evolução do projecto, com uma solução de depois de estudada e as peças mentais encaixadas, consegui montar um sistema simples e eficaz e que veio libertar-nos da dependência de um furo para termos água pressurizada e canalizada. Neste momento temos em vista investir em vários reservatórios para aumentarmos a nossa capacidade de captura de água da chuva no decorrer dos próximos meses e termos o nosso sistema em funcionamento todo o ano. Temos estado a preparar também os novos produtos a tempo das encomendas de Natal, para satisfazer não só as nossas necessidades, como também, as dos nossos apoiantes. Deixamo-vos em imagem diferentes galerias, com o que fizemos desde a última publicação.