Educação e Skills de Sobrevivência

Hoje foi dia de iniciar treinos com os meninos em algumas skills de sobrevivência. Recolha e processamento de lenha e criação de acendalha natural, utilização de pano de algodão carbonizado e pederneira para atear um fogo, utilização de fogão foguete desmontável para ferver água e fazer chá com ervas recolhidas no nosso espaço, utilização de faca e paus de acácia para criar dois cajados de madeira maciça e ainda carregamento solar portátil para sistemas de comunicação por rádio! Mais que nunca, há que dar ferramentas mentais e práticas aos nossos filhos, para enfrentarem os tempos adversos que se aproximam.

Trabalhinho do Jardim Comestível

Hoje foi dia de mondar, plantar árvores e arbustos e meter mais comidinha da boa na terra. Ainda cortámos um velho tronco de eucalipto morto que servirá para lenha e colocámos a colmeia mais perto do muro para absorver calor por irradiação ao final do dia! Tb colhemos qq coisa! 😉

Novo Ano, Novos Projectos

Neste início de ano, e como sempre abraçámos o melhor dos dois mundos, arrancamos já com um pequeno projecto comunitário de tecnologia que dará suporte a comunicações descentralizadas e offgrid para pequenos grupos locais que pretendem estar em contacto mas sem rede eléctrica e rede de telecomunicações. Tudo isto, como forma de resiliência para mais uma crise que tem vindo a ser fabricada e que em breve atingirá todos nós, provavelmente ainda este ano. Por aqui, sempre nos centrámos em soluções e desta vez metemos a mão na massa, na preparação de unidades de telecomunicações de texto por ondas de rádio com suporte de software opensource em iOS e Android, que diariamente está a ser actualizado e desenvolvido por um grupo de pessoas apaixonadas de todos os pontos do globo. Como early adopters e ainda em fase beta, há muito para fazer. Apenas para modificar o software interno das unidades, foi uma dor de cabeça. Foram os dois últimos dois dias mergulhados em fóruns, tutoriais e em shell de linux, no terminal do mac os e em python, pip e gitbash no windows para conseguir encontrar a melhor solução onde montar um sistema estável para poder fazer upgrades e downgrades de firmware. A fase de montagem e upgrade está em fase de conclusão para as três unidades iniciais, incluindo uma unidade que apresentava um software deficiente e agora é ir aguardando os desenvolvimentos de software das apps de comunicação! Se tudo correr como planeado, em breve poderemos iniciar os testes práticos como os diferentes elementos!

A reutilização entrou em grande no projecto, pois todas as unidades de alimentação energética utilizadas, são provenientes de portáteis com baterias defeituosas que foram doando ao nosso projecto! E ainda o portátil onde foi montado o sistema para upgrades de firmware é tb ele reutilizado, restaurado por mim e chegou até nós, através de um donativo de material não funcional! 😉

Bom Ano

E como o futuro é das crianças, temos de as proteger e dar-lhes uma vida o mais natural e saudável possível. Sem venenos, com acesso a comida, a água e ar puro, reatando o laço com a essência da vida, da criatividade, do jogo, da brincadeira e das experiências reais ao mesmo tempo que permitimos a utilização de tecnologia apenas como uma ferramenta para executar uma função e não como a substituição da realidade. De outra forma caminharíamos certamente para a criação de uma geração governada por realidades virtuais, inteligência artificial e identidades digitais em regimes tecnocracratas. Assim se criam os resistentes do amanhã, num mundo que não mais será aquilo que foi! Bom ano e façam por deixar ao mundo, uma melhor geração que a nossa!

Peça Decorativa de Natal

Utilizando conteúdos como a cor, as medidas, os instrumentos de medição, a geometria, a reutilização, a dobragem, o recorte e a colagem, está tudo a postos! A peça de decoração final, construída com material reciclado, que a nossa menina recolheu juntos os avós, está construída e instalada! 😉 Boas Festas

Manutenção e Restauro da nossa Mesa Exterior

Este é o ponto essencial de convívio e trabalho durante os meses de primavera, verão e Outono. É aqui que recebemos convidados e onde fazemos as nossas refeições debaixo da confortável sombra da figueira, sempre o calor aperta, mas é também aqui, que separamos sementes, preparamos macerações e utilizamos como suporte às actividades de plantio e germinação. Construímos esta mesa há alguns anos e deste então, temo-la protegido durante os invernos, com uma lona. Nos meses que está descoberta, os figos que caem, os dejectos dos pássaros e a chuva que toca determinados pontos, acabam inevitavelmente por degradar o aspecto da madeira. Hoje concluímos mais uma manutenção e restauro garantindo um aspecto cuidado e ao mesmo tempo preservando os nossos investimentos para longos anos.

Restauro de um dos nossos portões

Ontem, ao fim de 6 anos, recuperámos o portão que construímos na altura com material reutilizado e madeira de paletes! Desde então apanhou com seis verões e caminha para o sexto inverno. Estava na altura de levar um restauro completo! Foi tudo raspado, lixado, restaurado e protegido, para mais alguns anos de utilização.

Ser criança e viver de forma a nunca deixar de o ser!

Esta semana nos intervalos da chuva deu para brincar na rua, aprender a utilizar novos materiais e ferramentas, criar artesanato e histórias, aprender a ler e a escrever e até a gravar canções. Até deu para ajudar os avós a montarem a árvore de Natal! Tão bom ser criança e viver de forma a nunca deixar de o ser!

Espaço a meio de Dezembro

Depois de uma semana bastante desagradável e sem poder trabalhar na rua, parece que a chuva deu tréguas e o Sol está de volta! Esperemos que fique, pois precisamos de acabar o que falta fazer antes da chegada do inverno! 😉 Está tudo verdinho e a comidinha na horta, a ganhar forma!

Aprender ao seu Ritmo

Tentamos que as aprendizagens dos nossos meninos sejam diversificadas, sempre com recurso ao espaço natural que os rodeia, mas também, através de jogos, materiais didácticos e experiências práticas de interacção com o outro e com os elementos na exploração de materiais, locais e ferramentas. Neste momento e depois de alguns anos de muitas histórias e aventuras, a nossa menina está a aprender a ler e a escrever ao seu ritmo, estando bem encaminhada. O sucesso virá da necessidade de querer entender o que o mundo exterior lhe apresenta e não através de algo forçado ou sequencial, com um ritmo ou motivação que não os seus, dentro de um espaço fechado e pouco dinâmico. Mais que nunca, o ensino doméstico natural, nestes primeiros anos de escolaridade é extremamente vantajoso, pois permite-se que a criança aprenda principalmente pela brincadeira e pela necessidade de superar desafios que ela própria define, ou seja, sem a constante necessidade de motivação ou pressão, mas sim, com respeito pela sua maturidade, ritmo e interesse. 😉

Plantio no Final de Novembro

Ainda nos intervalos da chuva retirámos os morangueiros do solo para procedermos á sua divisão e transplantação. Este ano vamos optar por plantar em vaso à volta dos canteiros para um manejo mais simples e assim aproveitamos os canteiros principais para outro tipo de alimentos. Esta semana foram filas de cebolo roxo e cebolo regular, couve roxa, alho françês e alface. Couve temos por todo o lado, e os espinafres estão a maturar tal como as urtigas. Duas plantas novas de Chuchu estão a crescer bem e tivemos também pela primeira vez Tupinambo, mas conhecido por girassol batateiro! Nham nham

Podas, Lenha e Estilha

Esta semana continuámos com as operações de redução das poda a lenha para aquecimento e estilha para refazer os caminhos! Ficaram ainda os troncos maiores para seccionar, mas entretanto ficou tanto frio, chuva e vento que as operações na rua por agora estão limitadas a determinado período horário.

Podas, Lenha, Cobertura de Solo

Dois dias de corte e trituração de material e ainda não ficou tudo pronto. Nos últimos dois dias auxiliámos os nossos parceiros comunitários e fomos auxiliados de volta! Nada de queimadas, apenas árvores cuidadas, podadas e matéria armazenada sob a forma de lenha e triturada como cobertura de solo nos caminhos! 😉