Tiny House / Oficina de Trabalho Móvel

Hoje é dia de celebração! 😉 Ao fim de 7 anos de projecto, estamos finalmente, a transformar mais um sonho em realidade. Concluímos o nosso conceito original de Tiny House / Oficina de Trabalho Móvel. Estamos a poucos dias de ter finalmente um espaço de trabalho com uma área dedicada à arrumação e utilização de ferramentas, confecção e armazenamento de produtos ecológicos, reparações e restauros, desenho, planeamento e desenvolvimento de projectos, ou seja, um espaço de armazenamento e trabalho, onde poderemos desenvolver todas as nossas actividades ao longo do ano, resguardados dos elementos.

Entretanto, Já encontrámos alguns sistemas de madeira no lixo, que vamos poder reutilizar e aplicar no interior do conceito. Vamos aguardar tb por algumas doações ou trocas com apoiantes e parceiros, de mobiliário indesejado para que, em vez de ir parar a um aterro, lhe darmos uma segunda vida. Vamos precisar de estantes, bancada, bancos altos e secretária de madeira. Teremos de seleccionar os materiais, pois vamos ter de adequar o mobiliário aos nichos de trabalho que vamos criar no interior. Se têm algum equipamento em madeira como os que referimos, os quais não vos servem mais, poderemos ter interesse em reutilizá-lo! Contactem-nos! 😉

Hoje, finalizámos os pormenores das janelas de outlet e a fixação da porta em segunda mão. Retirámos todas as protecções dos PVC’s , limpámos os vidros e aspirou-se tudo. Também limpámos todo o interior com um pano húmido para retirar o infindável pó metálico que se agarrou ás paredes e tecto. Está pronto e quando voltarmos a falar dele, esperamos que já esteja no destino! 😉

Se reconheces valor no nosso trabalho, fica a saber como nos podes apoiar em: https://bit.ly/2HDZBkv

Já conheces os nossos produtos ecológicos? Fica a conhecê-los em: https://bit.ly/2pgxNZi

Queres visitar o nosso espaço e aprender mais? Reserva já a tua visita aqui: https://bit.ly/2FfHrBq

Recuperação de Equipamentos e Futura Oficina de Trabalho

Esta semana, recuperámos mais três equipamentos a caminho do aterro, que estão neste momento completamente funcionais. Felizmente estamos na recta final de termos a nossa Oficina / Estúdio móvel de trabalho pronta, para evoluirmos um pouco mais. Em breve, vamos poder contar com mais espaço para catalogar e armazenar, com áreas dedicadas a ferramentas e materiais, espaços para a concepção e execução de projectos novos, restauros, reparações, etc…

Dando resposta a tudo o que há para fazer

Com o Sol mais tímido aqui pela região esta semana colhemos, plantámos, limpámos, restaurámos, cuidámos… Enfim, trabalhámos com poucas pausas para dar resposta a tudo o que havia para fazer. Recebemos uma visita guiada a um mesmo grupo que tínhamos recebido em 2016. São apoiantes que vieram até cá beber um pouco mais da nossa experiência, para levarem respostas concretas para a construção do seu projecto pessoal. Comprovaram que o solo nutrido ao longo deste tempo, está a devolver-nos em fertilidade e comida verdadeira. Obrigado Manuela, Fátima e Pedro. Boa sorte para o vosso projecto! Não se esqueçam de nos ir actualizando. Esta semana demos ainda um volta de reconhecimento aqui pelas nossas bandas e encontrámos um Oásis no meio do deserto! Sempre que fazemos algumas expedições ao exterior, aproveitamos para procurar espaços naturais de onde observamos essencialmente e onde muitas vezes conseguimos recolher sementes! 😉

Se reconheces valor no nosso trabalho, fica a saber como nos podes apoiar em: https://bit.ly/2HDZBkv

Já conheces os nossos produtos ecológicos? Fica a conhecê-los em: https://bit.ly/2pgxNZi

Queres visitar o nosso espaço e aprender mais? Reserva já a tua visita aqui: https://bit.ly/2FfHrBq

Entrada em Julho

Com a entrada no novo mês, estamos todos em onda de festejo, pois celebramos a quarta “volta” ao Sol da nossa menina, felizmente com este verão tímido e agradável para se poder brincar e celebrar na rua. Nos últimos dias iniciámos também a preparação dos espaços, para a chegada do nosso conceito de oficina de trabalho móvel, que irá decorrer daqui a breves semanas, após a base de trabalho estar concluída. A serventia, os espaços e os caminhos estão prontos para serem utilizados confortavelmente e a horta está a evoluir de dia para dia, com mais comida a chegar em breve. As Nêsperas já foram e agora estão em alta, os Figos, os Alperces e Pêras que já estão a ser consumidos e que bem docinhos estão! 😉 Aproveitamos também esta época em que o Sol está mais “alto”, para corrigirmos a posição do nosso painel fotovoltaico para os 30º de inclinação, de forma a podermos “espremer” mais alguns preciosos amperes do sistema! 😉

Nunca baixar os braços

Há uma semana fomos recebidos com um calor intenso o que nos obrigou a refugiar na sombra e a procurar a praia ao final do dia. Felizmente passou rápido e os dias de primavera regressaram para o nosso bem e para o bem das nossas plantinhas. Infelizmente, os últimos meses têm sido complicados, pois um de nós está a lidar com alguns problemas de saúde que irão levar mais tempo que o previsto para serem resolvidos. Alguns destes problemas, surgiram devido a lesões musculares e esqueléticas do passado, que agora, ao fim de 20 anos tiveram os seus efeitos, mas também ao resultado do continuado consumo de hidratos de carbono em excesso ao longo dos últimos 4 anos como “Comfort food” em situações mais estressantes. Sim, viver com pouco dinheiro e criar uma criança ao mesmo tempo que se trabalha no duro e se parte a cabeça para desenvolver tudo o que é necessário, é muito prazeroso e reconfortante, mas por vezes, muito desafiante. E quando a cabeça não tem juízo…

Viver neste estilo de vida, sem subsídios ou um rendimento fixo de suporte, torna a evolução de um projecto como o nosso, num quebra cabeças, o que nos obriga não só, a sermos mais criativos na resolução de problemas, como nos faz repensar, onde e de que forma podemos aplicar o pouco que temos. Há cerca de 4 anos que andamos a planear e a encontrar soluções para um espaço de trabalho móvel, para o qual apenas agora, poderão ter sido reunidas as condições para avançar. Esta semana demos início a este novo projecto que vai concretizar-se, mesmo que demore mais tempo. É para ir com calma.

Felizmente e como olhamos para a vida com positividade, continuamos a percorrer o nosso caminho, a seguir com o nosso processo de cura e a diversificar as nossas actividades, com vista à nossa recuperação e evolução. Recusamo-nos a baixar os braços e embora com menos capacidade física para passarmos mais tempo na horta e no terreno, os últimos dias tiveram mesmo de ser aplicados na manutenção do espaço e no plantio de mais espécies. Limpámos também a zona de escoamento de águas cinza, removemos infestantes dos canteiros da zona de infiltração e além da matéria orgânica que temos vindo a aplicar neles, avançamos com a plantação de grão para ajudar na fixação de Azoto. No processo de manutenção do espaço, descobrimos que duas das nossas bananeiras rebentaram de novo e temos finalmente os milhos quase todos na terra. A horta/jardim está cada vez mais bonita e apetitosa! 😉

Há 4 anos, preparávamos o regresso a casa.

Estamos na recta final para a celebração dos 4 anos da chegada a este pedaço de terra. Depois do inicio do projecto em 2012, em Mafra, e algumas pedras no caminho, chegámos finalmente a este local em 2015. Amanhã celebramos os 4 anos do nosso regresso a casa, depois de nos termos visto privados da sua utilização, durante cerca de seis meses, no processo de descoberta de um novo destino. Durante este tempo, aqui vivemos, crescemos, nasceu a nossa filha e iniciámos uma nova fase da nossa vida, ao mesmo tempo fazemos o que podemos para regenerar este espaço e trazermos esperança a quem se inspira no nosso trabalho.

Esta semana estivemos bastante ocupados com actividades paralelas nas redes sociais, em actividades colaborativas e em actividades de voluntariado relacionadas com projectos em outras áreas. Cá por casa, a chuva regressou finalmente e temos de novo a dorna no topo, com mais de 1000l de água capturada. Quando o tempo não permite estar na rua a trabalhar no terreno, desenvolvemos actividades de restauro e manutenção de equipamentos, sejam electrónicos ou mobiliário que utilizamos em benefício do projecto ou que oferecemos sob a forma de serviço a apoiantes do projecto. A nossa menina começa também a dar os primeiros passos nas suas tarefas de limpeza e manutenção para perceber de pequenina o valor das coisas e o valor da reparação, ao invés do deitar fora e comprar novo! Obrigado pelas ofertas desta semana por parte de amigos, está a ser tudo posto a bom uso! 😉

A celebrar o equinócio e a chegada da primavera! ;)

Aproveitando os dias de Sol e as temperaturas agradáveis, esta semana investimos na produção de Kombucha e Xarope de Sabugueiro para o nosso consumo. Apostámos também na germinação de mais sementes e preparámos em definitivo mais quatro canteiros com composto e palha encharcada, pois este ano queremos ter a horta a produzir ainda mais que nos anos anteriores. Ao mesmo tempo que andamos a trabalhar no espaço, as galinhas andam felizes no seu spot, a fazer os seus banhos e Sol e a catarem-se. A nossa menina quando não está a ajudar directamente, anda pelo terreno a brincar flores, terra e água ao mesmo tempo que vai colhendo calêndulas para secar. O solo, nós e o espaço, estamos todos em processo de cura, a largar o peso do inverno, agora com tudo verde e bonito para nos nutrirmos, e hoje à noite, para celebrarmos o equinócio e a chegada da primavera! 😉

Seguir um Caminho Natural

Sempre que temos dúvidas, paramos e observamos o que nos rodeia. Deixamos serem os animais e as plantas a mostraram-nos o caminho a seguir e a guiarem-nos no que é necessário fazer. Não será certamente o caminho mais rápido, mas é sem dúvida, o mais prazeroso e que nos liga mais aos elementos que nos rodeiam. Todos os dias sentimos o peito cheio de coisas boas ao vermos o espaço e a nossa menina, a crescerem e a desenvolverem-se em conjunto. Deixamos que nos ensinem e que nos mostrem, que é muito bom aprender e que é muito triste alguém pensar que sabe tudo. Aliás, diz-se que os idiotas são cheios de certezas. Aqui acertamos mais do que falhamos, mas não temos que estar sempre no topo do nosso jogo, nem temos de fazer sempre mais e melhor. A vida é feita de vitórias e fracassos, e afinal, é isso que a torna mais rica, pois nela há diversidade e há obstáculos a ultrapassar. Destes momentos, saem histórias daquelas que ficam para contar, daquelas que ninguém pode roubar, pois são elas que nos definem e fazem de nós, quem somos.

Por aqui, nos últimos dias preparam-se novas germinações, transplantam-se plantas, mondam-se canteiros, podam-se árvores, trituram-se ramos e cria-se cobertura de solo. Tudo está a despertar da dormência do inverno e a iniciar um novo ciclo de produtividade. Trabalhamos com a natureza e para a natureza, pois sabemos que um dia quando partirmos desta dimensão a nossa missão foi cumprida. Quanto aos outros, façam o favor de se cumprir.

Esta semana, recebemos ainda, a visita de amigos e aproveitámos para colher flores, brincar no Tippi, comer na rua e fazermos vários jogos e brincadeiras em conjunto. Foi um dia bem passado na rua e no meio da natureza.