Tiny House / Oficina de Trabalho Móvel

Hoje é dia de celebração! 😉 Ao fim de 7 anos de projecto, estamos finalmente, a transformar mais um sonho em realidade. Concluímos o nosso conceito original de Tiny House / Oficina de Trabalho Móvel. Estamos a poucos dias de ter finalmente um espaço de trabalho com uma área dedicada à arrumação e utilização de ferramentas, confecção e armazenamento de produtos ecológicos, reparações e restauros, desenho, planeamento e desenvolvimento de projectos, ou seja, um espaço de armazenamento e trabalho, onde poderemos desenvolver todas as nossas actividades ao longo do ano, resguardados dos elementos.

Entretanto, Já encontrámos alguns sistemas de madeira no lixo, que vamos poder reutilizar e aplicar no interior do conceito. Vamos aguardar tb por algumas doações ou trocas com apoiantes e parceiros, de mobiliário indesejado para que, em vez de ir parar a um aterro, lhe darmos uma segunda vida. Vamos precisar de estantes, bancada, bancos altos e secretária de madeira. Teremos de seleccionar os materiais, pois vamos ter de adequar o mobiliário aos nichos de trabalho que vamos criar no interior. Se têm algum equipamento em madeira como os que referimos, os quais não vos servem mais, poderemos ter interesse em reutilizá-lo! Contactem-nos! 😉

Hoje, finalizámos os pormenores das janelas de outlet e a fixação da porta em segunda mão. Retirámos todas as protecções dos PVC’s , limpámos os vidros e aspirou-se tudo. Também limpámos todo o interior com um pano húmido para retirar o infindável pó metálico que se agarrou ás paredes e tecto. Está pronto e quando voltarmos a falar dele, esperamos que já esteja no destino! 😉

Se reconheces valor no nosso trabalho, fica a saber como nos podes apoiar em: https://bit.ly/2HDZBkv

Já conheces os nossos produtos ecológicos? Fica a conhecê-los em: https://bit.ly/2pgxNZi

Queres visitar o nosso espaço e aprender mais? Reserva já a tua visita aqui: https://bit.ly/2FfHrBq

Recuperação de Equipamentos e Futura Oficina de Trabalho

Esta semana, recuperámos mais três equipamentos a caminho do aterro, que estão neste momento completamente funcionais. Felizmente estamos na recta final de termos a nossa Oficina / Estúdio móvel de trabalho pronta, para evoluirmos um pouco mais. Em breve, vamos poder contar com mais espaço para catalogar e armazenar, com áreas dedicadas a ferramentas e materiais, espaços para a concepção e execução de projectos novos, restauros, reparações, etc…

Oficina de Trabalho Móvel “a Todo o Gás”

As imagens falam por si! Este Projecto Móvel Lowcost, totalmente da nossa autoria, com outsourcing de algumas competências e ferramentas de terceiros, foi bem planeado e a logística permitiu ter sido desenvolvido num curto espaço de tempo até ao estado actual. Neste momento estamos a avançar para a fase de instalação de portas e janelas em segunda mão / outlet e só depois virão os acabamentos, remates e pormenores finais. Ainda temos algumas semanas de trabalho pela frente, mas está tudo a decorrer como planeado! 😉

Restauro de Equipamentos, Caminhos e Espaços.

A última semana tem sido de imenso trabalho. Ao mesmo tempo que abraçámos a construção da nossa oficina de trabalho móvel, temos dedicado parte do nosso tempo à limpeza / restauro de equipamentos, mas também na recuperação do exterior, nomeadamente equipamentos de verão, caminhos e espaços específicos do nosso projecto. A logística para fazer acontecer é sempre um desafio, mas lá nos temos arranjado para conseguirmos fazer evoluir mais um pouco as nossas competências, o solo e todas as outras áreas do projecto. A horta está a evoluir a olhos vistos e em breve publicaremos mais imagens da mesma. Esta semana contei com a ajuda da nossa pequenota na trituração de ramos e canas, cuja matéria utilizámos posteriormente nos caminhos entre canteiros, adicionando desta forma mais protecção e alimento ao solo. Surgiu ainda a oportunidade de embelezar e tornar mais funcional o espaço de refeições exteriores e o espaço de entrada no abrigo hobbit. Ambos estavam a precisar de algum carinho e sendo assim, adicionou-se estilha de casca de pinheiro como cobertura de solo para protegê-lo ao mesmo tempo que aumentámos o conforto na utilização dos espaços.

Diversificando Actividades

A última semana tem sido sempre a bombar e com as mais variadas actividades. Temos aceite vários desafios de manutenção e restauro de mobiliário, manutenção de canalizações e reparações electrónicas de aparelhos destinados ao aterro. Tudo isto, ao mesmo tempo que cuidamos do espaço, que colhemos alguns alimentos e que criamos novos conjuntos de produtos de cuidado da pele para os nossos apoiantes. No fim de semana, ainda foi possível fazermos uma visita de apoio a um projecto amigo, mas mesmo assim, com tanta coisa a acontecer ao mesmo tempo, a Oficina de Trabalho Móvel está a avançar e amanhã já vamos dar mais um empurrão grande para a coisa ir. Está a ficar fabulosa e vai permitir trabalhar de forma mais célere e eficaz tendo espaço para todas as ferramentas estarem disponíveis rapidamente.

Se reconheces valor no nosso trabalho, fica a saber como nos podes apoiar em: https://bit.ly/2HDZBkv

Já conheces os nossos produtos ecológicos? Fica a conhecê-los em: https://bit.ly/2pgxNZi

Queres visitar o nosso espaço e aprender mais? Reserva já a tua visita aqui: https://bit.ly/2FfHrBq

Nutrir para Colher e Evitar Desperdício.

As últimas duas semanas foram de loucos e não temos parado um segundo. Temos feito um pouco de tudo. Remoção/controle de canas e ervas; Limpeza de caminhos; Plantio, colheitas e transformação; Recuperações de mobiliário e equipamentos electrónicos. Aqui no projecto, o nosso solo está a regenerar-se a um bom ritmo, aguenta melhor a humidade e está mais rico e nutrido. Até o que colhemos, de ano para ano, está cada vez mais saboroso. Além do nosso trabalho no terreno, temos recuperado material electrónico funcional, que encontrámos literalmente no “lixo” e ainda mobiliário de madeira para lá caminhava se não nos tivesse sido doado.

Em relação à mesa de cabeceira, tratámos de limpá-la muito bem, por dentro e por fora. Retirámos as mossas e marcas de copos e ainda tinta que lhe tinha caído em cima. Por fim lixámos todas as peças e aplicámos protector de madeira. Ficou pronta e já está em funcionamento!

O computador que encontrámos estava funcional, foi só mesmo uma questão de limpar o interior, o exterior e o Sistema Operativo. Não coloquem este tipo de artigos funcionais no “lixo” ou na “reciclagem”. Há também ainda, outra espécie de “mamíferos invertebrados” que aceitam doações para partirem tudo, desmantelarem e venderem para o “ferro velho”, não se importando se os equipamentos estão funcionais ou se podem ter uma segunda vida ou não. Doem a quem precisa ou a quem pode colocar estes produtos a bom uso e com bons destinos. Não temos capacidade nem logística para recolher tudo o que nos oferecem, mas tentamos pelo menos contribuir para a resolução de uma parte do problema, canalizando recursos para onde faz sentido.

Há 4 anos, preparávamos o regresso a casa.

Estamos na recta final para a celebração dos 4 anos da chegada a este pedaço de terra. Depois do inicio do projecto em 2012, em Mafra, e algumas pedras no caminho, chegámos finalmente a este local em 2015. Amanhã celebramos os 4 anos do nosso regresso a casa, depois de nos termos visto privados da sua utilização, durante cerca de seis meses, no processo de descoberta de um novo destino. Durante este tempo, aqui vivemos, crescemos, nasceu a nossa filha e iniciámos uma nova fase da nossa vida, ao mesmo tempo fazemos o que podemos para regenerar este espaço e trazermos esperança a quem se inspira no nosso trabalho.

Esta semana estivemos bastante ocupados com actividades paralelas nas redes sociais, em actividades colaborativas e em actividades de voluntariado relacionadas com projectos em outras áreas. Cá por casa, a chuva regressou finalmente e temos de novo a dorna no topo, com mais de 1000l de água capturada. Quando o tempo não permite estar na rua a trabalhar no terreno, desenvolvemos actividades de restauro e manutenção de equipamentos, sejam electrónicos ou mobiliário que utilizamos em benefício do projecto ou que oferecemos sob a forma de serviço a apoiantes do projecto. A nossa menina começa também a dar os primeiros passos nas suas tarefas de limpeza e manutenção para perceber de pequenina o valor das coisas e o valor da reparação, ao invés do deitar fora e comprar novo! Obrigado pelas ofertas desta semana por parte de amigos, está a ser tudo posto a bom uso! 😉

Novo Compostor de Resíduos Humanos

Acabámos de montar com a nossa menina, mais um compostor de “humanure”. Simples, rápido e barato, feito com material reutilizado e mais que provado, como solução para um grave problema na nossa sociedade, a incorrecta gestão dos dejectos humanos utilizando água potável como transporte. Há 6 anos que compostamos as nossas necessidades e introduzimos o resultado, dois anos depois, na zona de produção alimentar que irá fertilizar os alimentos que iremos comer. A nossa menina já o faz desde que nasceu e é natural para ela não utilizar água potável para descarregar as suas necessidades para um local onde “alguém” terá de resolver o problema. Esse é o futuro dos nossos filhos e não o modelo actual! Acorda e Muda!

A Necessidade de um Conceito Móvel de Trabalho

Há projectos que se estudam e concretizam em horas, outros em dias ou em momentos chave e há ainda outros, que demoram meses ou anos a concretizarem-se. A nossa capacidade financeira é muito limitada, e temos vindo a adiar sucessivamente este projecto, mas existe mesmo a necessidade de criarmos ou iniciarmos pelo menos, este ano, a criação de um espaço móvel multifuncional. Um espaço que não seja apenas oficina, para trabalho e armazenamento de madeira e ferramentas, mas também um espaço para os trabalhos de electrónica e tecnologia que desenvolvemos no projecto paralelo, de combate à obsolescência programada. É um projecto que terá de ser concretizado em fases e convém que o mesmo, possa no futuro ser facilmente convertido numa casa sobre rodas, mais conhecida por tiny house.

Ainda não temos o puzzle todo montado na nossa cabeça, mas está para breve. Este é um projecto que temos vindo a adiar, mas ainda bem que assim o foi, pois agora temos uma noção melhor do que realmente necessitamos. Apenas temos de perceber as limitações com a serventia e a disposição no terreno para começarmos a planear e a ter uma noção real dos custos. Com o regresso do Sol e os trabalhos na rua, avançámos com a limpeza, arrumação e manutenção dos materiais e ferramentas que temos temporariamente no telheiro exterior, e a necessidade de um espaço de trabalho tornou-se evidente de novo. Ao mesmo tempo que trabalhávamos no telheiro a nossa pequenota, lá estava por perto com as suas importantes actividades de exploração, como andar de baloiço, jogar à bola, correr, apanhar flores e debulhar milho para dar à Galinha, entre outras. Ontem o dia foi todo na rua! 😉

Um Novo Ciclo de Celebrações

Demos início ao novo ciclo de celebrações de Final de Ano, com a montagem em família, do nosso conceito minimalista de Árvore de Natal. Somos gratos pela onda de generosidade característica desta época e queremos agradecer em especial, as ofertas/doações de equipamentos que os nossos amigos Riikka e Pedro, fizeram recentemente. Vamos dar uma segunda vida a esses equipamentos, restaurando-os e/ou reutilizando-os em futuros projectos evitando que vão parar um aterro ou que sejam desmantelados enquanto estiverem a funcionar em condições. Uma das ofertas foi um velhinho portátil, que é uma robusta máquina de guerra de 2003, mas que já tratámos de começar o processo de limpeza, para podermos passar à fase seguinte da sua recuperação. Obrigado por estas prendinhas antecipadas! 😉

Evolução do Espaço Nov. 2018 – Manutenção, Recolha e Transformação.

Depois da grande chuvada desta semana, todos os depósitos de captura de água da chuva, estão cheios e disponíveis para os diferentes usos. Felizmente nos últimos dias, o Sol regressou e aproveitámos logo para colocar mãos na massa.

Adicionamos mais espécies na horta de inverno completando camas com Alho Francês, Cebola, Alface, Cenoura e Couve Roxa, fizemos transplantações de plantas em vaso para vasos maiores e colocámos definitivamente um pessegueiro na terra numa cova bem cheia do composto bem curtido resultante da compostagem do output das nossas sanitas secas.

Estamos a preparar novas mudas para espalharmos pelo espaço e estamos felizmente a assistir cada vez mais, á germinação de espécies por auto-sementeira como Calêndulas, Borragem, Acelgas, Rúcula, Urtigas, Hortelã, Cidreira, etc…

Sempre que podemos, recolhemos no jardim, plantas específicas para alimentar a nossa galinha, que oferecemos juntamente com minhocas californianas do nosso vermicompostor. Esta nossa parceira por sua vez consome o que erradamente muita gente ainda entende como espécies invasoras ou pragas (plantas e animais) e transforma-as numa forma de alimento que pode ser utilizado para consumo interno ou como moeda de troca.

Está tudo a ficar verdinho e bem bonito com a camada vegetal regenerada, pelo que temos recolhido plantas medicinais excedentes para secar e até a nossa menina tem dado uma ajuda, a cortar erva príncipe, agora que já domina a utilização da tesoura! 😉

Por fim, queremos agradecer a quem tem investido em nós e agradecer o apoio dado das mais variadas formas. Com a vossa ajuda e pouco a pouco, este espaço que era um depósito de lixos há três anos, tem vindo gradualmente a tornar-se num pequeno paraíso. No processo temos ajudado quem nos procura e inspirado quem anseia por mudança. Obrigado a todos.