Gratidão e Abundância

Diariamente fazemos o nosso melhor, com o que ainda consideramos ser pouco sabermos. Agradavelmente vamos descobrindo e aplicando ao nosso ritmo, os conhecimentos sob a forma de investimento no mundo natural, que este nos devolve atempadamente, em forma de abundância. O solo ainda não está perfeito, mas está muito mais evoluído e capaz do que há três anos atrás, quando estava morto, cheio de lixo e completamente rapado. Esperamos ao longo dos próximos anos, continuarmos a assistir a uma evolução exponencial de todos os sistemas e principalmente, continuar a aperfeiçoar as nossas próprias sementes. Já temos sementes de 2ª geração e recentemente de 1ª, que estamos a recolher este ano, já completamente adaptadas ao nosso solo e clima. A comida tem ido directamente da horta para o prato e mesmo que não tenha a “perfeição” do tamanho e do o aspecto convencional, o valor nutricional é bem superior! 😉 Ao mesmo tempo recolhemos e secamos medicinais, observamos e tentamos identificar as novas espécies que vêm habitar o espaço connosco, vemos a fruta a maturar nas árvores, recolhemos sementes e cuidamos da nossa saúde ingerindo comida verdadeira, sem agrotóxicos e não modificada geneticamente.

Gostaste da Dica? Subscreve agora! 😉

Loading

Investe o Teu Tempo e Energia a Criar a Abundância que Tanto Desejas

Os últimos dois dias foram realmente energizantes. O clima ameno, juntamente com um Sol quente e confortável, dá-nos a oportunidade de investirmos o nosso tempo e energia a criar a abundância que desejamos. Há que meter as mãos na terra e plantar em quantidade e em diversidade. Só hoje, plantámos Mirtilo, Rosmaninho, Alfazema, Arruda e Tomilho, além de termos colhido calêndulas e Acelgas selvagens para o nosso próprio consumo.

A primavera chegou em força e temos flores e rebentos a explodir por todo o lado. As árvores estão também a florir e até já temos o primeiro figo da época. A energia fotovoltaica capturada durante o dia, manteve a bateria carregada no máximo, ao mesmo tempo que carregámos todos os outros aparelhos do nosso dia a dia. O nosso reservatório está cheio de água chuva gratuita e nada como aproveitar para regar as árvores, juntamente com urina diluída que recolhemos previamente em garrafões reutilizados, para aumentarmos a fertilidade do solo.

Preparámos ainda novas mudas e propagações e ainda cobrimos os caminhos principais com casca de pinheiro não apenas para facilitar a deslocação pelo espaço devido à lama, mas como forma de incorporar mais matéria benéfica no solo.

Gostaste das dicas? Sabe aqui como nos podes apoiar.

Não percas nada do que temos para te ensinar! Subscreve já! 😉

Loading

Evolução do Espaço – Final de Julho

Seguem algumas imagens com mais alguns pormenores do nosso jardim, as flores, as sementes, as árvores e os frutos! 😉 A nossa pequena inspectora tem-se deliciado à grande com os Physalis, com o debulhar / separação do grão e do feijão e com as rainhas-cláudias. Estamos a aguardar os nossos primeiros marmelos, tomates, o milho e as pêras que até já partem ramos com o peso. Hoje tive de travar um ramo enorme e já meio quebrado  com o cabo da enxada para a fruta não vir para o chão! 😉

Organização de Sementes

Durante o dia de hoje andámos de volta do nosso banco de sementes. Esperamos que a maioria continue viável pois há mais de um ano que não mexemos em nada. Fomos recolhendo ao longo dos últimos dois anos, variedades hortícolas, árvores de fruto e aromáticas/medicinais. Algumas já fomos nós mesmo que produzimos, e as outras foram oferecidas ou compradas. Gostávamos mesmo era de ter um armário específico com gavetas e recipientes próprios para as armazenar, pelo menos enquando não as colocamos na terra. Aos poucos iremos introduzir todas as espécies e construir o nosso pequeno paraíso de diversidade e abundância. Temos neste momento bastantes variedades e esperamos conseguir reproduzir a maioria deste banco para renovação, aperfeiçoamento e criação de sementes adaptadas ao local onde estamos agora. Felizmente neste último ano já conseguimos recolher muitas sementes já adaptadas ao nosso espaço, como erva de são roberto, salsa, malva, arruda, alfazema, rosmaninho, cidreira… e a lista continua. Estamos desejosos de começar a organizar o espaço da horta mas primeiro vamos introduzir as espécies produtoras de fruto e as aromáticas medicinais no restante espaço. A horta com as companheiras aromáticas e todos os vegetais de consumo ficará para mais tarde.