Dia de Verão

Hoje esteve um autêntico dia de verão! Que calor! O dia começou bem cedo com o cuidar e o regar das plantas mais sensíveis. A meio da manhã já tínhamos a limpeza e o arejamento dos conceitos concluído e o nosso modesto sistema fotovoltaico já estava a full power e a carregar todos os dispositivos com bateria. Aproveitámos ainda para carregar um banco de energia externo a partir do inversor que restaurámos o ano passado. À hora do almoço já contava com três duches de água aquecida pelo Sol no chuveiro exterior! 😉

Da parte da tarde aproveitámos o bom tempo, para mais actividades em família. Fomos até à praia com a nossa carrinha e aproveitámos para dar o primeiro mergulho do ano no mar! De regresso, fomos à mata recolher caruma e umas pernadas de eucalipto para fazermos os nossos bálsamos e sabonetes naturais. Ao chegarmos, tratámos de cobrir  o solo de um dos nossos acessos com a caruma que recolhemos. Carrinha limpa e arrumada, toca a tomar um último duche para fechar o dia em beleza. Por fim o descanso e a luz do Sol a desaparecer gradualmente na nossa cúpula! Até amanhã.

Calor, Colheitas e Sofá Reciclado

Os últimos 4 dias não têm perdoado. É impossível fazer qualquer trabalho no exterior, pois o Sol queima a pele, o vento não corre e as moscas não largam… Só ao fim do dia é que conseguimos aproveitar para colher algumas coisas que já vamos tendo no nosso espaço ao mesmo tempo que regamos todas as plantas. Nestes dias recolhemos Physalis para consumo directo, Ameixas para fazer doce e desidratar e Beldroegas para fazer sopa. Os tomates espontâneos na fossa de bananeiras ainda estão a caminho, mas têm muito bom aspecto! O forno solar tem sido bastante utilizado para cozinhar os almoços, desidratar fruta colhida e fazer muffins de cacao!

Hoje bem cedo de manhã demos um salto rápido à praia e quando chegámos encontrámos um sofá velho mas muito interessante junto ao caixote do lixo. Aproveitei logo a deixa e trouxe-o para dentro. Limpei-o todo bem limpinho, arranquei o forro de tecido no fundo para conferir o estado das madeiras e as molas. Pareceu-me bem, mas existem marcas de escaravelho da madeira, algo que teremos de resolver assim que houver hipótese. Colocámo-lo no deck exterior com um tapete por baixo e voilá! 😉 Sofá a custo zero para o espaço exterior! 😉

Depois do almoço não se aquentava o calor. Foi só encher a dorna com água fresquinha do furo e toca de nos enfiarmos todos lá dentro! 😉 Ainda fomos a tempo de fazer uma transplantação de Physalis que foi plantado em local errado no workshop de Abril!

 

Abrandar o ritmo e descansar mais

Felizmente hoje a temperatura baixou, mas os últimos dois dias têm sido terríveis. Depois da ventania que se fez sentir a meio da semana, chegaram as altas temperaturas e a nossa necessidade de abrandar o ritmo devido ao calor e também devido a lesões musculares acumuladas ao longo dos últimos meses por certo tipo de esforços e ritmo de trabalho.

Temos aproveitado para descansar mais e desenvolver actividades menos puxadas por enquanto, aproveitando para ir até ao mar ao final do dia e agir de acordo com os elementos. Por exemplo, depois da ventania que se fez sentir a meio da semana, muitas pêras cairam da árvore, recolhemo-las, tratámos cada uma individualmente e fizemos conserva em calda e doce de pêra, uma óptima forma de preservarmos esta fruta que de outra forma iria estragar-se! 😉

O Sol tem auxíliado na confecção de alimentos no nosso velhinho forno solar, permitido não perder tanto tempo e enrgia a preparar refeições. Coloca-se o que se quer fazer logo de manhã cedo, durante a manhã os alimentos vão cozinhando lentamente, com muito pouca perda de nutrientes e pela hora do almoço a refeição está pronta.

A dorna de captura de água da chuva, depois de lavada e escovada é reutilizada nesta altura com a função de Piscina, permitindo-nos refrescar o corpo durante o dia! Já viram quem nos visitou? 😉

Plantações, Polinizadores e Solo

Esta semana, temos vindo aos poucos a plantar mais algumas perenes nos locais definitivos. Temos ainda muita coisa por plantar mas o calor de ontem e hoje não tem dado grande margem de manobra. Continuamos a obervar que insectos beneficiários e/ou polinizadores são abundantes por aqui pois encontraram o nosso oásis e parecem estar felizes com o espaço que partilham connosco. Encontramos também com alguma frequência, joaninhas, abelhas, vespas e borboletas entre muitos outros que acabamos por nem identificar. Convivemos diariamente com algumas dezenas de pássaros que procuram o nosso espaço para se alimentarem e hidratarem! 😉

Anteontem cortámos a matéria orgânica que se encontrava no interior do futuro lago para utilizar como cobertura de solo nos canteiros exteriores. Ao expor de novo o fundo do futuro lago, decidimos testar a sedimentação do solo para averiguar a quantidade de argila presente no mesmo, já com a intenção de podermos retirar daqui matéria prima para a construção de elementos que vamos querer introduzir recorrendo a técnicas de bioconstrução como por exemplo o forno de exterior a lenha. Pelo que se vê nas imagens grande parte da amostra de solo é composta por argila! 😉

Começam a tomar forma novos projectos para tornar o nosso espaço ainda mais apelativo, com mais e melhores elementos que suportem o nosso ecossistema humano sustentável! 😉

Madeira Reutilizada – Portão / Reclaimed wood – Gate

Building
portugal-flag-icon
Debaixo de sol intenso e calor, decidimos avançar com a construção de um portão feito exclusivamente com material reciclado, para terminarmos de vedar o nosso espaço. Reutilizámos madeira de uma construção prévia que tínhamos realizado no nosso anterior espaço, cujas placas estavam armazenadas noutro local desde a nossa saída de lá. Reutilizámos também umas construções cedidas há uns meses pelo nosso amigo João, as quais desmontámos, retirámos todos os agrafos e tecido que as envolviam. Depois de muito trabalho principalmente com afinações na instalação, conseguimos concluir a peça mais abrangente do nosso portão. 😉

united-kingdom-flag-icon
Beneath the heat and scorching sun, we decided to move forward with the new gate construction, totally made with reclaimed materials, so we can finish closing our plot. We reclaimed wood from an old construction we made, that we disassembled and stored when we leave the previous land. We also reused some constructions given to us by our friend João, that we had to disassemble, remove all the staples and pieces of fabric that surrounded the constructions. After a lot of work, mainly with the gate installation details, we get the largest piece of our gate done! 😉

Novas Macerações.

Nós utilizamos exclusivamente macerações de plantas biológicas nos nossos produtos. Também não fazemos extracções por calor. Apenas deixamos o tempo ser nosso aliado na extracção das propriedades medicinais das plantas.

Hoje iremos deixar a macerar Calêndula e Alecrim para dentro de mês e meio termos matéria prima para fazermos novos produtos.

IMG_8776
IMG_8777