Experiências, Brincadeira e Aprendizagens

No percurso de acompanharmos a nossa menina no seu desenvolvimento, acreditamos que é importante que ela tome decisões. Dentro do leque de opções que lhe apresentamos, respeitamos as suas escolhas, seja nas roupas que decide vestir, na hora de dormir, na comida ou na ordem pela qual ingere os alimentos. O mesmo acontece com os brinquedos ou as actividades com que decide ocupar o seu tempo.

Valorizamos que as aprendizagens sejam feitas ao seu ritmo e através de experiências reais que recorrem aos sentidos, às suas necessidades e aos seus gostos pessoais. As tarefas do dia a dia na manutenção do nosso espaço, de acordo com as suas competências e interesse, têm um papel importante no equilíbrio dos conhecimentos que consideramos serem fundamentais para uma criança da sua idade e nós estamos aqui para apoiá-la a seguir a sua curiosidade em tudo aquilo que lhe fizer sentido ou a fizer sentir bem.

Além das experiências aqui em casa, sempre que possível levamos as mesmas para o exterior do nosso espaço, seja na praia, no rio, no campo ou na montanha. Como qualquer criança, a nossa menina gosta do contacto com a natureza, com o exterior e com os animais. Nesta última semana, surgiu a oportunidade de uma rápida saída de campo até um espaço diferente, onde existem animais reais que ela ainda não conhecia pessoalmente. Aqui ficam algumas imagens:

Haverá melhor creche/escola que esta?

Haverá melhor creche ou escola que aquela que prepara para a vida, para os afectos, para o amor, onde as aprendizagens são feitas naturalmente e voluntariamente com a orientação dos dois elementos de maior vínculo afectivo? Quando decidimos mudar de vida, tínhamos em mente podermos um dia dar à nossa filha tudo aquilo que estamos a dar. Tempo, atenção, carinho, dedicação, brincadeiras e experiências ricas em significado, às quais a maior parte das crianças da sua idade não têm acesso, seja por ignorância, por desinteresse e também por falta de tempo dos pais. As aprendizagens surgem da sua vontade e curiosidade, sem necessidade de “motivações externas”, os nomes das coisas surgem da necessidade de os utilizar, as palavras surgem naturalmente no processo de aprendizagem da Língua, os cheiros e o sabor das plantas, das flores, das bagas, dos vegetais, são testados in loco através de todos os seus sentidos e as tarefas de manutenção do espaço são realizadas por iniciativa própria, onde a rega, a colheita de frutos e sementes, a captura de elementos invasores como caracóis, é feita através de brincadeiras, reproduzindo o exemplo de quem a acompanha. Cada refeição é feita de raiz e com a sua participação, utilizando alimentos reais, com alguns acabados de apanhar e ao mesmo tempo que ajuda na confecção, experimenta cada um individualmente trabalhando as papilas gustativas e aprendendo a gostar de alimentos saudáveis e com real valor nutritivo. Nada de comidas processadas ou doces, nada de comida contaminada com pesticidas e organismos geneticamente modificados. As aventuras no exterior são como um Safari, partindo à descoberta de outras realidades centrando-se da mesma forma na vivência e experimentação, mas aplicada a diferentes elementos, como é o caso da praia, onde a energia e o som de cada onda, percorre o corpo com uma sensação de entusiasmo, renovação e ao mesmo tempo de medo do desconhecido. Onde cada recanto explorado na rocha é motivo para iniciar conversas com quem nos cruzamos ou simplesmente para mais tarde recontar o episódio de descoberta transmitindo o entusiasmo que sentiu durante o mesmo. Esta é apenas uma pequena parte do trabalho que fazemos com a nossa menina e pela evolução que vamos presenciando todos os dias, temos a certeza que tal como no passado, quando as crianças eram criadas no seio da família, esta “creche” é a melhor que lhe podemos dar! 😉

A mais nova co-criadora do projecto

A nossa pequenota e co-criadora do projecto no novo terreno, ainda não tem dois anos, mas já identifica plantas pelo cheiro e pelo aspecto. Já reconhece e apanha plantas para fazer chá e também ajuda na rega! 😉