Tentativa de Restauro – Combate à Obsolescência Programada

Ontem o nosso amigo Melo deu-nos uma Playstation que estava com vários problemas e que provavelmente iria acabar na reciclagem. Felizmente para nós este problema é uma grande oportunidade de aprendizagem e mais uma tentativa de superação das nossas capacidades. É a primeira vez que mexo em algo do género, mas gosto de desafios por isso ainda ontem já de noite, meti mãos na massa! (Quem tiver consolas antigas 8 bits ou 16 bits, mesmo avariadas podem doá-las ao projecto que nós agradecemos)

O cabo AV estava danificado por alguém que aplicou uma tentativa de reparação à Macgyver tuga. Expus nova secção do cabo e soldei tudo de novo, entretanto o cabo que transporta o sinal de video já foi invenção de alguém e não é o original mas vamos ver o que dá. Consegui testar os terminais de audio e parece-me tudo tudo bem, o video ainda não, pois não temos televisão por opção! 😉 O comando tb estava danificado, um botão não funcionava, o comando em si estava mal montado, provavelmente após alguma tentativa de abertura por parte do dono original, uma borracha estava fora do lugar e a placa de controlo com uma mistura de suor e pele humana, o normal neste tipo de aparelhos quando não são limpos! O rumble esquerdo tb estava dessoldado! Reparei tudo ontem e o controlo neste momento está limpo e como novo, tendo já sido testadas todas a funções.

Hoje peguei na consola em si, desmontei e limpei tudo, apliquei lubrificante no carrilhos da lente de laser e no botão de abertura da consola que prendia regularmente. Falta fazer a limpeza e regulação da voltagem do laser, algo que aprendi a fazer ontem! Vamos ver se resulta e se em breve conseguimos carregar jogos na máquina! 😉

 

Último desafio informático

Durante a última semana, temos investido bastante tempo na tentativa de trazer do mundo dos mortos duas máquinas vintage da Apple. Este é um novo desafio, uma oportunidade de aprendizagem e capacitação a nível pessoal, uma adição de novas competências ao leque de ferramentas, um manifesto à obsolescência programada e uma recusa por enviar para um aterro máquinas que ainda poderão voltar a funcionar.

Ambos os Powermac’s estão mortos e apresentam várias anomalias e falha de componentes, inclusive as fontes de alimentação foram desta para melhor. Aos poucos têm vindo a ser isolados todos os problemas e encontradas soluções reutilizando materiais antigos que nos foram cedidos ou que estavam esquecidos na casa dos pais.

Mais uma vez o nosso amigo Melo tem sido impecável ao disponibilizar componentes obsoletos, mas que estão a ser bastante úteis neste processo.

Já se testaram, e estamos no processo de adicionar ou modificar as placas gráficas, as memórias e os discos. Os sistemas operativos já estão actualizados, mas sem fonte de alimentação as máquinas não trabalham, pelo que é imperativo resolver a situação. Como a hipótese de encontrar fontes originais, em segunda mão e a funcionar na perfeição são quase impossíveis, decidimos pôr mão na massa e converter os cabos das fontes originais para poderem funcionar em fontes ATX mais recentes.

Hoje foi dia de organizar, cortar, descarnar, ligar, soldar e proteger os inúmeros cabos codificados por cores dependendo das diferentes voltagens. Este processo ainda não está terminado pois todos os cabos têm posições trocadas e é uma tarefa para ser realizada com calma e atenção redobrada.

Esperamos conseguir devolver vida a estes dois bichos. um Powermac G4 Gigabit Ethernet Duplo processador 500Mhz de 2000 e um Powermac G4 Mirror Drive Door Duplo processador a 1000Mhz de 2002.

Recuperação de dados, iPod e Macbook

Durante o dia de ontem e a manhã de hoje, estivemos a resolver vários problemas de apoiantes do nosso projecto. Recuperámos dados há muito perdidos num disco de um antigo iMac e que segundo a informação que tinham dado ao proprietário, não havia possível recuperação. Além de termos resolvido o problema devolvemos memórias e documentos que se julgavam perdidos para sempre.

Durante o fim da tarde e parte da noite, restaurámos um iPod que estava condenado a ser um bonito pisa papéis para sempre, depois de uma situação propositada por parte de alguém que decidiu brincar com um bug do OS. Como se não bastasse, este iPod já não dispunha de um botão power activo que permitisse ligar a máquina quando se encontrava sem bateria ou até fazer um restauro de software. Com mais uma magia do Génio, resolvemos a situação e está pronto a configurar como quando sai de fábrica.

Durante a manhã de hoje ajudámos outro apoiante do projecto que teve azar e não lhe correu bem o upgrade para o OS mais recente, deixando o computador de arrancar, não permitindo qualquer instalação. O Génio mais uma vez resolveu a situação, instalou, configurou e optimizou o OS para esta máquina e procedeu também a uma limpeza interna que devolveu anos a esta máquina. Rapidamente e em poucos dias contribuímos para a extensão da utilização de várias máquinas contrariando a sociedade de consumo e a obsolescência programada! 😉

iPod:

Macbook ANTES:

Macbook DEPOIS:

Obsolescência Programada

Como forma de combate à obsolescência programada, aproveitamento de recursos, novas hipóteses de trocas ou simples renovação de peças de tecnologia consideradas lentas ou obsoletas, durante o último dia e meio estivemos a recuperar uma máquina que nos deram e que sofria de um grande mal. Tinha instalado um Sistema Operativo da “MICROSOFRE”!

Na mão do seu último dono, já não servia o seu propósito e apresentava bastante lentidão. Fizemos então o favor de lhe fazer um transplante para uma alternativa de Sistema Operativo decente, fechando-a de vez ao mundo das “JANELAS” e ao velho archienemigo “Bill Gaitas”! Optámos pelo Lubuntu 14.04 que deu uma nova vida à máquina, ficando a mesma operacional e preparada para uma rápida e perfeita utilização na óptica do utilizador. Foram necessários alguns conhecimentos avançados pois a antiga placa gráfica SIS não tem suporte em linux não ultrapassando os 640×480 de resolução. Com uns pózinhos do Génio da Maçã e uns truques no OS, suporta agora a sua resolução nativa e está a bombar com o seu Processador 1,5Ghz Core2Duo, 3Gb de Ram e 120Gb de disco! 😉