Camadas, Consociações e Proteção inter-Espécie e Fecho de Ciclos

Concluímos a nossa instalação experimental em forma de espiral, utilizando Milho, Feijão e Abóbora (três irmãs) com total exposição solar de Sul e protegidos exteriormente por uma linha de girassol e um limoeiro a Norte! Em breve iremos introduzir mais conceitos experimentais relacionados com a produção de alimento em altura e em fardos de palha! 😉

Todas as nossas espécies, são plantadas no mais rico substracto obtido da compostagem dos nossos próprios dejectos! Aqui está uma lição muito importante que todos deviam aprender relativamente ao fecho completo do ciclo da alimentação! Deixemo-nos de hipocrisias! Há solução biológica e natural para o problema do saneamento básico e não há qualquer justificação para no futuro utilizar-se  água potável no transporte de dejectos. A solução é exactamente a compostagem e posterior utilização desta matéria no aumento da fertilidade do solo para gerar o nosso alimento! No seguintes esquemas podem ver os dois sistemas. O convencional poluente e o ciclo fechado. Isto sim, é verdadeira ecologia e sustentabilidade! 😉

Ajuda nas Plantações

Esta semana recebemos a visita dos meus pais, que vieram descansar e dar uma ajuda aqui no espaço. Conseguimos plantar definitivamente quase todas as espécies de árvores e medicinais/aromáticas que tínhamos em espera. Entretanto, já temos mais algumas em vaso, para daqui a uns tempos serem introduzidas no sistema. Tivemos de transplantar uma  das Oliveiras, pois estava a interferir na execução do “projecto secreto” que temos em curso e concluímos as plantações de árvores e arbustos junto aos limites do terreno para actuarem como corta-vento, produção de lenha e produção de matéria orgânica a longo prazo. Os tomateiros na fossa de bananeiras cresceram imenso e apenas em cerca de quatro pés já contámos por alto mais de 70 tomates! 😉 A nossa tangerineira pela primeira vez está carregadinha de tangerina e tudo está a desenvolver-se como esperado. Algumas das espécies plantadas nos últimos dias:

  • Rosmaninho
  • Equinácia
  • Valeriana
  • Tomilho-Limão
  • Poejo
  • Lúcia-Lima
  • Manjericão
  • Miopóros
  • Pêra-Abacate
  • Corcuma
  • Pêra-Melão
  • Figueira
  • Nespereira
  • Alfarrobeira

O nosso amigo Melo ainda nos cedeu a já referida Pêra-Abacate e algumas suculentas:

  • Bálsamo
  • Rosa de Santa Mra

Podas e Plantações

Ainda durante estes dias cortámos podas que estiveram a secar durante o último mês, para abastecermos as nossas reservas para pegar os sistemas de aquecimento a lenha.
Continuamos aos poucos e à medida que vamos conseguindo ter tempo, com as plantações no espaço, adicionando cada vez mais nutrientes e plantas, mas desta vez sem dar cabo das costas com a enxada, pois finalmente adquirimos uma ferramenta adequada a esta tarefa,  um abre-buracos ou cavadeira. É uma maravilha! Precisamos de mais bananeiras. temos de encontrar alguém aqui perto que não se importe de dispensar uns rebentos! 😉

Lenha, Ervas Cortadas e Plantações

Os últimos dias temos andado bastante ocupados pois esta semana estreámos o nosso abrigo hobbit com os primeiros ocupantes. Recebemos dois elementos de família próxima, que tiveram a oportunidade de usufruir das insfraestruturas que temos vindo a desenvolver no projecto. Ao mesmo tempo que vieram visitar-nos e viver outra realidade, aproveitaram para vir dar uma mãozinha no terreno recolhendo, quebrando e separando o diferente material vegetal que estava a aguardar ser reduzido a um tamanho inferior e colocado em caixas para secar e servir o nosso conceito de água quente a lenha.

Aproveitámos ainda para dar uma penteadela no terreno e plantar definitivamente mais mudas e propagações. Tudo se está a tornar mais bonito e aos poucos a devolver-nos em beleza, alimento, medicina, equilibrio mental e espiritual, todo o investimento que temos vindo a fazer ao longo deste último ano.

Entre ontem e hoje, plantámos mais hortelã, alfazema, cidreira, consolda, salva, funcho e aipo. Todas as outras espécies estão no seu processo de evolução e cada vez mais fortes. Segue em imagem o exemplo dos mirtilos, o pinheiro manso, o funcho, a salva, a larajeira, as alfazemas, as calêndulas, os alecrins, os loureiros, os moragueiros, a lúcia-lima, a hortelã, o marmeleiro, as capuchinhas, a artemisia, o poejo, as gingeiras, as bananeiras, as pereiras, as oliveiras, a consolda, o aloé, o incenso, o physalis, as figueiras carregadas de figos e tudo o mais que nos rodeia.

A cada dia que passa, temos mais variedade no sistema que estamos a montar com vista à nossa resiliência e ao desenvolvimento do nosso conceito de ecossistema humano sustentável. A nossa amiga Ana ainda trará nos próximos tempos mais algumas espécies para introduzirmos no sistema e complementarmos este lindo jardim comestível! 😉