Próximas Gerações e Aprendizagens Significativas

Depois do episódio de Sábado, somos ainda mais gratos pelas nossas opções, pelo que somos e pelo que temos crescido como família. Em conjunto, já organizámos parte das sementes recolhidas este ano que vão agora ser congeladas, como é o caso do milho. Estamos também a preparar sementes que congelámos o ano passado para poderem ser semeadas na próxima época. É um dos truques que utilizamos para evitar o gorgulho do milho, que no primeiro ano aqui, nos trocou as voltas. Há que garantir as próxima gerações de plantas e novas sementes! Hoje separámos sementes de couve, tomate, rabanete e milho.

O que há a aprender, é sempre feito ao nosso ritmo, sem pressões exteriores. Isto é válido tanto para nós, como para a nossa menina, que do seu jeito e no seu tempo, vai fazendo aprendizagens significativas integradas nas actividades do nosso dia-a-dia, explorando em brincadeira o seu alimento, as plantas, os seus ciclos e a forma como se reproduzem, bem como os nomes, as palavras, as letras e os números que fazem naturalmente parte dessa exploração. Tudo isto, sem necessidade de currículos, metas, expectativas, avaliações ou com actividades “planeadas”. Foi assim que aprendeu a andar e a falar, e é assim que vai aprender, o que sentir necessidade de levar consigo! 😉

Para celebrar a vida, hoje fomos até à beira mar, fazer uma caminhada em família! 😉

Gostaste da dica? Não percas nada do que temos para te ensinar! Subscreve já! 😉

Loading

Utopia vs Realidade

Por vezes, apanhamos com o “filme” de certas “cabecinhas pensadoras”, que acham piada ao que fazemos, mas meter a massa cinzenta a processar dá muita chatice e então para estes, tudo o que fazemos e defendemos, são utopias. Na realidade, limitamo-nos a viver de forma simples, utilizando o mais possível, aquele bocado de chicha que temos entre as orelhas. Somos especialistas a fechar ciclos e a jogar o jogo da vida, com as ferramentas que a natureza nos deu. O alimento que a terra deu, foi processado no nosso organismo, excretado pelo mesmo, e o resultado, devidamente compostado e transformado de novo em solo, que hoje fertiliza os nossos canteiros, preparando-os para a próxima época produtiva. Será que é assim tão utópico? 😉

Resumindo, o ciclo da alimentação fechou-se hoje aqui, de uma forma bastante simples, num processo que demora quase dois anos, Nesse processo temos pessoas felizes e verdadeiramente ecológicas, que não poluem água potável com descargas de sanitas. Temos pessoas divertidas, curiosas e participativas no processo de peneiragem e preparação dos próximos canteiros que nos darão mais e melhor comida. Há fertilizante natural biológico em abundância a ser aplicado na produção das próximas culturas, há passeios de carrinho de mão e aulas de biologia com mãos na massa. Por fim, há também muitas sementinhas de girassol para a nossa menina recolher, trabalhando várias competências assentes em prazer, curiosidade e utilidade prática.

Gostaste da dica? Não percas nada do que temos para te ensinar! Subscreve já! 😉

Loading

Gratidão e Abundância

Diariamente fazemos o nosso melhor, com o que ainda consideramos ser pouco sabermos. Agradavelmente vamos descobrindo e aplicando ao nosso ritmo, os conhecimentos sob a forma de investimento no mundo natural, que este nos devolve atempadamente, em forma de abundância. O solo ainda não está perfeito, mas está muito mais evoluído e capaz do que há três anos atrás, quando estava morto, cheio de lixo e completamente rapado. Esperamos ao longo dos próximos anos, continuarmos a assistir a uma evolução exponencial de todos os sistemas e principalmente, continuar a aperfeiçoar as nossas próprias sementes. Já temos sementes de 2ª geração e recentemente de 1ª, que estamos a recolher este ano, já completamente adaptadas ao nosso solo e clima. A comida tem ido directamente da horta para o prato e mesmo que não tenha a “perfeição” do tamanho e do o aspecto convencional, o valor nutricional é bem superior! 😉 Ao mesmo tempo recolhemos e secamos medicinais, observamos e tentamos identificar as novas espécies que vêm habitar o espaço connosco, vemos a fruta a maturar nas árvores, recolhemos sementes e cuidamos da nossa saúde ingerindo comida verdadeira, sem agrotóxicos e não modificada geneticamente.

Gostaste da Dica? Subscreve agora! 😉

Loading

Algum Descanso e o Teste ao Mais Recente Conceito Móvel

Este fim de semana tivemos alguns momentos de relax. Tempos de observação no desenvolvimento da nossa hortinha bio, degustação de algumas das nossas colheitas, seguidos de um descanso pós-almoço na chaise longue criada na traseira da carrinha! Hoje da parte da tarde aproveitámos para testar a carrinha e os conceitos que criámos, indo passear em família e fugindo da confusão das praias. Fomos apanhar fresquinho e ver os moinhos de uma terra vizinha a trabalharem a “todo o gás”! 😉

Junho no nosso espaço

Há seis dias comemorávamos o dia da criança e entre muitas outras coisas, esta semana avançámos não só com o restauro da carrinha, como também recebemos a visita dos meus pais que vieram até cá para mudar de ares, brincar com a neta e apanhar caracóis no nosso jardim. Deram uma grande ajuda na manutenção e controle de ervas do espaço que continua o seu processo evolutivo e que se encontra com este aspecto! 😉

Milho Tradicional – Ouro Vivo

Hoje o nosso amigo Melo presenteou-nos com ouro vivo! Nada mais, nada menos que massarocas de milho da sua terra Natal, que tem vindo a ser recuperado como forma de manter a semente viva. Vamos tratar de germiná-lo para ir para a terra o quanto antes e podermos contribuir à nossa maneira para a manutenção destas sementes tradicionais! É uma parte da nossa história que é preservada juntamente com nutrientes adaptados ao nosso organismos e sem modificações genéticas! 😉 Obrigado  amigo, por te teres lembrado de nós! 😉

IMG_1091

Germinar, Plantar, Mudar, Manter e Colher

Hoje foi mais um dia passado na rua a germinar, plantar, mudar, manter e colher. O nosso composto já está pronto e estamos já a utilizá-lo juntamente com o nosso solo para criarmos o nosso estrato utilizando-o também nas mudas e germinações. Ao mesmo tempo, os insectos polinizadores fazem a sua magia, nós observamos cortamos e largamos ervas, recolhemos flores para comer ou macerar e sementes para reproduzirmos ou armazenarmos.

Organização de Sementes

Durante o dia de hoje andámos de volta do nosso banco de sementes. Esperamos que a maioria continue viável pois há mais de um ano que não mexemos em nada. Fomos recolhendo ao longo dos últimos dois anos, variedades hortícolas, árvores de fruto e aromáticas/medicinais. Algumas já fomos nós mesmo que produzimos, e as outras foram oferecidas ou compradas. Gostávamos mesmo era de ter um armário específico com gavetas e recipientes próprios para as armazenar, pelo menos enquando não as colocamos na terra. Aos poucos iremos introduzir todas as espécies e construir o nosso pequeno paraíso de diversidade e abundância. Temos neste momento bastantes variedades e esperamos conseguir reproduzir a maioria deste banco para renovação, aperfeiçoamento e criação de sementes adaptadas ao local onde estamos agora. Felizmente neste último ano já conseguimos recolher muitas sementes já adaptadas ao nosso espaço, como erva de são roberto, salsa, malva, arruda, alfazema, rosmaninho, cidreira… e a lista continua. Estamos desejosos de começar a organizar o espaço da horta mas primeiro vamos introduzir as espécies produtoras de fruto e as aromáticas medicinais no restante espaço. A horta com as companheiras aromáticas e todos os vegetais de consumo ficará para mais tarde.

Colhendo Sementes / Collecting Seeds

Land Nature Stewardship
portugal-flag-icon
Na última semana temos vindo a colher sementes e alguns frutos silvestres. As sementes vão ser armazenadas para o próximo ano e os frutos estão a ser utilizados nos licores que estamos a preparar para o outono! 😉

united-kingdom-flag-icon
Last week we’ve been collecting seeds and some berries. The seeds will be stored to be used next year and the berries are being used in spirits production we’re preparing for the fall! 😉

IMG_2641
IMG_2643
IMG_2642

Pormenores de Primavera / Spring time details

Land Nature Stewardship
portugal-flag-icon
Gostaríamos de partilhar uns pequenos pormenores primaveris da nossa hortinha! Flores e Sementes 😉

united-kingdom-flag-icon
We would like to share some spring time details from our kitchen Garden! Flowers and seeds 😉

Plântulas / Seedlings

portugal-flag-icon
Temos continuado a semear e já temos mais plântulas de Girassol, Alface, Feijão, Tomate Cherry e Milho a desenvolverem-se na nossa pequena estufa.

united-kingdom-flag-icon
We have continued to sow some more seeds, and right now we have more Sunflower, Lettuce, Beans, Cherry Tomato and Corn Seedlings developing in our little greenhouse.

Calêndula / Marigold

portugal-flag-icon
Estamos a criar de semente as nossas próprias calêndulas que depois de colhidas e secas serão incorporadas nos nossos sabonetes e bálsamos de calêndula.
Para mais informação relativa a esta planta milagrosa por favor consultem a seguinte página: http://pt.wikipedia.org/wiki/Calendula_officinalis
Para colaborarem com o projecto de vida Permabio, poderão encomendar os nossos produtos naturais artesanais através da nossa Loja de Troca Online

united-kingdom-flag-icon
We are also growing from seed our own Marigolds that after being captured, will be dryed and embedded on our Marigold soaps and balms.
For more info about this miracle plant please refer to: http://en.wikipedia.org/wiki/Calendula_officinalis
In order to cooperate with Permabio’s life project, you can get order our handcrafted natural products at our Online Exchange Store

IMG_1281
IMG_1283

"Tapa buracos" sem lactose e sem açúcar.

Durante esta semana, decidimos fazer Trufas, para termos um pequeno snack sem lactose e sem açúcar que “Tapa buracos” de fome entre as refeições. Muito bom!

Um verdadeiro snack permacultural: Cereais, frutos secos, farinha de alfarroba e sementes (sem lactose e sem açúcar) e sem necessidade de utilização de energia eléctrica.

Ingredientes:
Uma chávena de aveia ou qualquer oleaginosa
Uma chávena de tâmaras ou sultanas
Duas colheres sopa de cacau puro em pó ou alfarroba em pó.

Procedimento:
Misturar e triturar tudo muito bem.

P.S. – Se desejarem, podem ainda enrolar a pasta em coco ralado, bagas goji, sementes de sésamo, etc.

DSC00536

Moagem manual.

Depois da apanha de anteontem, conseguimos produzir cerca de 250ml de café de bolota! Para moer utilizámos um dos nossos utensílios “à prova de fogo” e essencial numa cozinha “off the grid”! 😉

Utilizámos nada mais nada menos que o nosso moínho de farinha manual. Este pequeno utensílio permite transformar qualquer grão ou semente em farinha. Temos utilizado bastante este aparelho que não precisa de electricidade e agora apenas procuramos as sementes integrais que queremos. Aqui, quem faz a farinha somos nós! 😉

IMG_9072