Evolução do Jardim/Horta – Março 2017

Por fim, hoje concluímos a descompactação do solo e libertação de lixo do espaço ocupado pelo primeiro canteiro da futura horta. Infelizmente este trabalho é demorado e duro pois a conta gotas e a cada cavadela saem dois ou três bocados de plástico, cabos ou pedaços de chapa lusalite, entre outros tipos de lixo. Temos de pensar em resolver este problema de uma forma mais rápida e eficiente que não envolva custos, mas por agora temos de ser mesmo nós e devagar devagarinho. De qualquer forma, este está pronto para ser coberto por palha no topo e caruma ou estilha de pinheiro nas valas de infiltração. Adicionaremos também vasilhas de barro não vidradas, como principal sistema de irrigação, enquanto não avançarmos para o próximo estádio de evolução. Em breve vamos poder colocar alguns vegetais na terra, por hoje deixámos o solo protegido e coberto com cartão para evitar que o sol remova a humidade e mate os microorganismos de que tanto necessitamos  😉

Temos vindo também a libertar e a cuidar das plantas que introduzimos e propagámos. A primavera chegou e finalmente tudo está com rebentos ou já em flor. Nas figueiras surgem novas folhas e minifigos. Nos citrinos aparecem também novas folhas e algumas flores. As ameixeiras, uma das nossas pereiras, o sabugueiro, as alfazemas, o rosmaninho, os alecrins, a consolda, uma das nossas variedade de salva e todas as calêndulas estão em flor. Surgem novas folhas também no marmeleiro, nos loureiros, no medronheiro, no funcho, na erva cidreira, nas hortelãs e na segurelha. Resumindo tudo se está a desenvolver muito bem e a ficar cada vez mais forte. Na última imagem, podem ver o compostor quase pronto para ser aberto e aplicado o seu conteúdo em todas as árvores e arbustos! 😉

 

Plantações, Polinizadores e Solo

Esta semana, temos vindo aos poucos a plantar mais algumas perenes nos locais definitivos. Temos ainda muita coisa por plantar mas o calor de ontem e hoje não tem dado grande margem de manobra. Continuamos a obervar que insectos beneficiários e/ou polinizadores são abundantes por aqui pois encontraram o nosso oásis e parecem estar felizes com o espaço que partilham connosco. Encontramos também com alguma frequência, joaninhas, abelhas, vespas e borboletas entre muitos outros que acabamos por nem identificar. Convivemos diariamente com algumas dezenas de pássaros que procuram o nosso espaço para se alimentarem e hidratarem! 😉

Anteontem cortámos a matéria orgânica que se encontrava no interior do futuro lago para utilizar como cobertura de solo nos canteiros exteriores. Ao expor de novo o fundo do futuro lago, decidimos testar a sedimentação do solo para averiguar a quantidade de argila presente no mesmo, já com a intenção de podermos retirar daqui matéria prima para a construção de elementos que vamos querer introduzir recorrendo a técnicas de bioconstrução como por exemplo o forno de exterior a lenha. Pelo que se vê nas imagens grande parte da amostra de solo é composta por argila! 😉

Começam a tomar forma novos projectos para tornar o nosso espaço ainda mais apelativo, com mais e melhores elementos que suportem o nosso ecossistema humano sustentável! 😉

Continuação da WC / Manutenção do Terreno

O dia de ontem foi muito comprido. Começou bem cedo para aproveitar o tempo maravilhoso que fez na nossa zona, para trabalhar na rua e cortar mais madeira para completar a forra da wc seca de apoio ao abrigo hobbit. Amanhã ficará completamente terminada. Próxima fase será criar a sanita seca e iniciar a preparação do chuveiro exterior.

Ainda durante o dia de ontem, da parte da tarde, recebemos um casal de velhos amigos, que fazem manutenção de jardins profissionalmente e que vieram dar uma ajuda na preparação do espaço para o workshop de dia 30. Com a técnica do cortar e largar no local, mas com a ajuda de uma roçadora toda a matéria orgânica que se desenvolveu bastante nos últimos dois meses, está agora triturada em pequenos pedaços e pronta para ser incorporada no seu processo natural de devolução de nutrientes ao solo. Obrigado Bruno e Ana pelo excelente trabalho que fizeram! 😉

Nivelando o Solo da WC Seca

Durante o dia de hoje estivemos a nivelar o solo, a colocar a tela anti-ervas e nivelar as sapatas que servirão de suporte à wc seca de apoio ao abrigo hobbit. Neste momento o espaço está preparado para receber o novo conceito.

Ainda durante o dia de hoje aproveitámos para controlar a altura das ervas de algumas zonas de passagem recorrendo à nossa gadanha. As ervas foram utilizadas como cobertura de solo para nutrirem os canteiros das nossas árvores e para manterem a humidade nos mesmos. Mesmo depois de um ano e imenso trabalho, continuamos a retirar lixo do solo como é o exemplo de parte da rede de pesca que continua agarrada ás raízes das canas.

Adicionámos ainda uma base de madeira na entrada do abrigo hobbit para tornar o processo de retirar os sapatos mais confortável.

 

Finalização do Telheiro

Building
portugal-flag-icon
Hoje e com a ajuda do nosso amigo João, terminámos a lateral direita do nosso conceito desmontável de telheiro acrescentando uma porta lateral de dobrar e desdobrar à semelhança do que havíamos feito na parte frontal. Quando justificar, abre-se tudo para entrar o fresco, ou o calor do sol conforme a situação. Durante o inverno em períodos chuvosos o conceito fica completamente fechado na parte frontal e lateral direita, protegendo melhor a cozinha exterior e todos os elementos que lá se encontrarem.

Sabonetes, Ferramentas e Solo

portugal-flag-icon
Esta semana finalizámos a edição limitada de sabonetes para apoio do projecto Permabio. Finalizarão a sua cura entre a segunda quinzena de Novembro e a primeira semana de Dezembro. A partir dessa data estarão disponíveis para serem expedidos.

Devido a quem decide investir nos nossos produtos e serviços, foi possível a aquisição de uma nova ferramenta. Uma gadanha que permitirá controlar a altura das ervas sem danificar o solo e sem recorrer a electricidade ou a combustíveis fósseis! Obrigado!

No nosso terreno, a natureza está a fazer o seu trabalho, o solo está a ficar coberto e um novo ciclo de abundância e fertilização do solo a iniciar-se.

Canteiros de Batatas Verticais / Vertical Potato Beds

portugal-flag-icon
Este é o progresso dos nossos canteiros verticais de batatas. É uma técnica que utiliza a altura em combinação com a adição de solo e cobertura que permitirá que mais batatas se desenvolvam ao longo do caule que vai sendo soterrado à medida que planta cresce.

united-kingdom-flag-icon
This is the result we’re getting on our vertical potato beds. It’s a Technique that uses height in combination with soil and mulch covering. This will allow more potatoes to grow alongside the stalk that will be getting covered while the plant is developing.

IMG_1445
IMG_1467
IMG_1466

Avanço nos canteiros.

Durante o dia de hoje demos um bom avanço na finalização de parte dos nossos canteiros. Adicionar terra, cartão e palha para proteger o solo do calor ou da falta de humidade. Desta forma, diminuímos a quantidade de água de rega, mantemos a humidade no solo e controlamos de alguma forma o aparecimento de outras plantas indesejadas. Alhos, Morangos, Alecrim, Malvas, Erva Príncipe, Sabugueiro e Erva de São Roberto, já se encontram nos canteiros. Em breve adicionaremos mais espécies que já estão na estufa à espera de irem para a terra.

IMG_0693
IMG_0697
IMG_0698
IMG_0701
IMG_0723
IMG_0728
IMG_0730

Compostando e criando solo.

Durante a tarde de hoje, “penteámos” algumas partes exteriores do nosso espaço, recolhendo desta forma alguma matéria verde.
Fomos aplicando esta matéria por camadas no compostor e depois foi só misturar com as aparas de madeira e estrume de galinha que estavam no chão do espaço dos animais.
No final, obtivemos uma mistura fantástica que por fim cobrimos com mais umas aparas de madeira.
Desta forma estamos a construir o futuro solo dos nossos canteiros.

IMG_0652
IMG_0654
IMG_0659
IMG_0660
IMG_0665
IMG_0667
IMG_0666

Consociação de Plantas

Estamos na altura de começar a plantar muitas das espécies hortícolas que vamos desejar consumir. Hoje durante a manhã iniciámos a organização em papel da distribuição de espécies que iremos plantar pelos canteiros de forma a que os diferentes hortícolas se beneficiem uns aos outros e que ao mesmo tempo sejam repelentes de pragas e de doenças.

Principais benefícios da consociação de plantas:
– Melhor aproveitamento do solo
– Melhor eficiência dos nutrientes fornecidos ao solo
– Protecção contra adversidades do clima
– Favorece o combate a pragas
– Reduz a acção das infestantes

Aqui ficam algumas informações para quando forem preparar os vossos canteiros:
http://www.esb.ucp.pt/twt/WebDiskOGM/MyFiles/Blogs/consociacoes.pdf
http://maosahorta.files.wordpress.com/2009/04/consociacoes.pdf
http://www.hortabiologica.com/2012/12/consociacao-culturas/
http://cantinhodasaromaticas.blogspot.pt/2008/01/plantas-aromticas-em-consociaes-de.html

consociacoes

Limpar e Reparar – Reutilizar

Ontem felizmente esteve um dia de primavera no nosso espaço. Começamos logo cedo a limpar e a reparar mais uns estragos dos dias consecutivos de pluviosidade.

Removemos terra que caiu, mas aproveitámos para reutilizá-la em locais onde trará mais valor, nomeadamente no local que pretendemos gradualmente elevar o solo para criar mais canteiros elevados, circundando a habitação, de forma a que nos permita não só produzir mais alimento como também reparar o próprio solo e a sua estrutura.

Sucessivamente adicionaremos a este local, camadas de composto das nossas minhocas, cartão, palha, “ervas daninhas” acabadas de colher, para desta forma termos um solo mais rico e completo.

IMG_0456
IMG_0453

Ainda sem horta feita.

Ainda sem horta, pois ainda estamos na fase da recuperação de solo, foi possível retirar de uma porção de espaço uma tardia colheita de feijão. com esta pequena cultura fixámos nitrogénio no solo e ao mesmo tempo conseguimos obter mais feijões do que os que plantámos.

Este novos feijões terão já em si a memória genética do nosso espaço e estarão na próxima época mais aptos e mais resistentes às adversidades que poderão encontrar no nosso solo.

IMG_9297

Recuperação de Solo com Galinhas Felizes.

As nossas pretas continuam o excelente trabalho de recuperação do solo. Hoje mudámos o tractor de galinhas para outro local e remexemos um pouco o solo para arejar o mesmo.

Notamos que as nossas meninas estão a produzir ovos com maior frequência, estão bem alimentadas e aparentemente felizes! 😉

IMG_8722
IMG_8724

Preenchimento de espaços.

Como forma de nutrirmos e uniformizarmos o solo dos futuros canteiros limítrofes, estamos a colocar troncos de um chorão do qual se fizeram podas no verão devido à sua dimensão, nas zonas com menos material. Desta forma sustentamos o terreno, incorporamos nutrientes e toda a fauna do solo poderá fazer o seu trabalho, degradando lentamente esta matéria orgânica, produzindo fertilidade e devolvendo estrutura no solo.

IMG_8590 IMG_8592

Continuação da Recuperação de Solo.

Hoje alterámos o local do tractor de galinhas, revolvemos o solo com o esterco das galinhas, adicionámos borra de café e espalhámos bastante erva pata para as nossa pretas continuarem a sua tarefa de recuperação deste solo que se encontrava completamente degradado.

Aquilo é que foi felicidade! Adoraram e até deixaram dois ovinhos! 😉

Hoje ainda fizemos algumas mudas de plantas e tentámos retirar mais raízes de cana duma zona destinada a canteiros. Infelizmente os bolbos levaram a melhor e partiram a enxada… não o cabo… mas o ferro!!!!

Amanhã lá teremos de ir comprar uma nova enxada. 🙁

IMG_8543

IMG_8534

IMG_8558

IMG_8552

Recuperação de solo.

Hoje fomos buscar mais pedras para o lago, que está quase concluído! 😉 A par dessa actividade continuamos a germinar e a plantar algumas árvores, arbustos e espécies para alimentação.

Algo que nos deixa satisfeitos é o facto de estarmos a experimentar e a construir solo numa zona de declive e limite do terreno que se perderia ao longo do tempo com a acção dos agentes de erosão caso o solo se mantivesse descoberto. Aos poucos temos vindo a adicionar matéria orgânica na forma de troncos, verdes da quinta, borra de café e folhas secas (castanhos)  como cobertura de solo. Neste momento temos algumas zonas críticas do terreno bastante evoluídas e já temos algumas espécies muito bem adaptadas. O Feijão Azuki está a ser um sucesso e aparenta um aspecto muito saudável.

Estas são as imagens de hoje! 😉

IMG_7752

IMG_7754

Mais uns pormenores.

Hoje estivemos a vedar e a criar mais sombra na zona do lago e a estabelecer uma separação da zona das galinhas. Reutilizámos os materiais que tínhamos à disposição – malha de aço, restos de rede de sombra, uma laje de pedra e uma parte de palete que servirá de porta. Entretanto fizemos cobertura de solo com uma saca de folhas secas que nos deram há uns tempos, como forma de manter a humidade no solo! 😉

IMG_7700

IMG_7703

A nossa primeira colheita.

Ainda sem horta definida, nem planeamento ao nível da consociação de plantas, arriscámos na germinação e plantio de algumas espécies para introduzir nutrientes no solo e recuperar aos poucos a estrutura do mesmo.

Esta foi a nossa primeira colheita – Feijão Azuki!

Estas sementes estão agora adaptadas a desenvolverem-se nestas condições de solo e clima! 😉

IMG_7291