Desenvolvimento da Espiral das Três Irmãs

Temos estado mais atentos ao desenvolvimento do milho fora e dentro do sistema de espiral em consociação com feijão e abóbora, para conseguirmos perceber as grades vantagens. Independentemente dos resultados finais, neste momento percebemos que em cinco semanas passámos de plântulas pequeninas a plantas maduras, quase prontas a reproduzir. O feijão neste sistema, cresceu muito mais do que aquele que plantámos afastado do milho e a abóbora começa agora a desenvolver-se e a cobrir o solo.  Temos várias sementes de milhos diferentes, plantadas em diferentes semanas e estamos desejosos de ter na mão as nossas primeiras massarocas adaptadas para podermos plantar ainda mais quantidade no próximo ano. Os que foram plantados há mais tempo já se estão a reproduzir como se vê nas imagens! 😉

Antes e Depois:

Feijão a trepar pelo milho / Inflorescência Feminina(espiga) / Inflorescência Masculina (Pendão)

Mais Colheitas e Plantações Experimentais

Nos últimos dias temos vindo a colher brássicas que iremos fermentar e utilizar em crú na nossa dieta. Colhemos também várias plantas de grão para obtermos as nossas sementes já adaptadas e com memória genética, a utilizar nas próximo ciclo reprodutivo. O debulhar do grão foi feito com a ajuda da nossa menina que adorou tirar os grãos das cápsulas! Ao mesmo tempo, concluímos o segundo canteiro em espiral com milho abóbora e feijão, distribuíndo todas as plântulas de Abóbora por outros canteiros e no fardo de palha humedecido e fertilizado com composto. Sabemos que as abóboras provavelmente já vão tarde, mas como temos um microclima especial, pode ser que consigamos ainda alguma coisa até ao Outono!  Por fim, cobrimos tudo com bastante palha para manter a humidade no solo e nutrir o mesmo com carbono! 😉

Novo Canteiro Três Irmãs em Espiral

Na continuação do primeiro canteiro, sobre o olhar atento da nossa menina, estivemos a preparar as covas para plantar um novo canteiro em espiral com milho e o feijão! Já temos a abóbora pronta para incorporar os mesmos e finalizar a consorciação que desejamos em ambos os canteiros. Ao final do dia e depois da rega, aproveitei para remover ervas e cobrir os espaços entre canteiros com palha. A cada dia que passa a horta vai-se compondo! 😉

Rodagem, Descanso e Espiral Três Irmãs

Durante a manhã de hoje fomos dar uma volta com a carrinha para libertar o cheiro a tinta e para dar-lhe uns quilómetros de rodagem, pois tem estado aqui parada nas últimas semanas e ela gosta é de movimento! 😉 Depois do almoço o calor aperta e nada como o merecido descanso a sombra do abrigo hobbit, depois destas semanas intensas a recuperar o chão da carrinha.

Ao fim do dia, regressamos aos trabalhos na horta e mais uma vez estamos a investir na criatividade e experimentação dos conceitos de produção alimentar. Vamos criar o mais condensado possível, uma espiral utilizando a técnica de consociação com o nome três irmãs, ou seja, milho, feijão e abóbora. Mais informação em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Três_Irmãs_(agricultura)

Canteiro Elevado em Palete / Pallet Raised Bed

portugal-flag-icon
Durante a tarde de hoje, dedicámos o nosso tempo a construir um canteiro elevado numa palete reutilizada para podermos plantar as nossas “três irmãs”. Construímos a estrutura lateral com velhas placas de contraplacado, preenchemos o fundo com algumas peças de madeira reutilizada, adicionámos rede de vedação reutilizada, a terra, o vermicomposto, algumas aparas de madeira e por fim a palha. Depois de concluído, plantámos e regámos. Milho no centro, seguido de feijão e por fim as abóboras no exterior. Veremos o que acontece. Acompanhem o processo na galeria de fotografias.

united-kingdom-flag-icon
This afternoon we spent our time creating a raised bed reusing an old pallet, so we could plant our “Three sisters”. We built the lateral structure with old pieces of plywood, filled the bottom with some more reclaimed wood, added the reused fencing material, the dirt, the vermicompost, some wood chips and finally the straw. After finished, we planted and watered it. Corn in the middle, Beans following up, and squash on the outside. Let’s see what will happen. Get to know the process in the picture gallery.

IMG_1127

As Três Irmãs / The Three Sisters

portugal-flag-icon
Em breve plantaremos em canteiro elevado as três irmãs – Abóbora, Milho e Feijão. Estamos a pensar criar um canteiro  numa pallet e aí aplicarmos esta técnica com um menor espaçamento. Só a experiência dirá se teremos resultados positivos.

Mais informação (Em Inglês): http://en.wikipedia.org/wiki/Three_Sisters_(agriculture)

united-kingdom-flag-icon
We will soon plant the three sisters – Squash, Corn and Beans. We are planing creating a raised bed on a pallet and apply this technique with less distance between plants. Only the experience will tell if we will succeed.

More info: http://en.wikipedia.org/wiki/Three_Sisters_(agriculture)

IMG_1084
IMG_1085
IMG_1086

Preparando “as Três Irmãs”.

No nosso espaço, vamos utilizar uma técnica ancestral que já era conhecida pelos nativos norte americanos. É conhecida como “as três irmãs”, onde o milho, o feijão e a abóbora são plantados juntos e intercalados para obtermos variados benefícios.

O milho servirá de suporte estrutural ao feijão que o vai trepar. Ao mesmo tempo servirá de abrigo a insectos predadores que se alimentarão de possíveis agressores ao feijão.

O feijão fixará nitrogénio no solo, para que no próximo ano o milho o possa utilizar, visto que o milho necessita desse nutriente em quantidade. Ajudará também a planta do milho a ficar mais estável na sua conexão ao solo protegendo de ventos mais fortes.

A abóbora cobrirá o solo com as suas folhas, protegendo o solo contra a perda de humidade e controlando o crescimento de outras plantas rasteiras indesejadas. Ao mesmo tempo servirá de abrigo a insectos predadores que se alimentarão de possíveis agressores ao feijão e ao milho.

Só vantagens! 😉

IMG_0866
IMG_0863
IMG_0864

Para saberem mais podem consultar a seguinte ligação em Inglês:
http://www.reneesgarden.com/articles/3sisters.html