Escada do Beliche

Ainda a meio gás, há uns dias tratámos iniciar o restauro da escada reutilizada para o conceito de beliche dos nossos meninos. Testámos uma pintura com castanho chocolate, mas a pressa em ter o projecto concluído trocou-nos as voltas. A tinta não agarrou como esperado e ainda bem, pois acabámos mesmo por retirar tudo, lixar profundamente para retirar todo o verniz antigo e então finalmente aplicámos o protector incolor! Ficou como nova com o tom de madeira natural e hoje adicionámos as peças metálicas de fixação. Estas peças foram criadas a partir de peças reutilizadas para criarmos um sistema de escada móvel, que não necessita de ficar fixo numa única zona da cama superior, permitindo ser facilmente montado e desmontado em qualquer parte. Faltam só as laterais para ninguém cair e a decoração que será feita pela nossa menina.

Estamos de regresso!

Finalmente regressámos ás nossas actividades após uma semana e meia de calor abrasador e toda a gente cá em casa ter ficado doente ao mesmo tempo. A pequenada já se ocupou de um novo projecto de reprodução de um vulcão e já o meteram a funcionar! Primeiro criaram um positivo em gesso, pintaram e por fim simularam a queda de lava das crateras! 😉

Frankenbeliche praticamente Concluído

E depois de muitas horas de esforço e trabalho, o Frankenbeliche está pronto e já vai ser hoje colocado a teste pela criançada. Pelo caminho ainda tive de refazer as duas laterais de baixo e reforçar tudo com peças metálicas reutilizadas que transformei. Ficou só a faltar fazer a cabeceira da cama de baixo, a escada e um sistema de protecção para as laterais. Para a cabeceira vou criar uma peça a partir de duas madeiras unidas e a escada já temos, é só mesmo lixar e pintar. Em todo o conceito até agora, só mesmo os parafusos são novos. Até os colchões são reutilizados de duas camas dobráveis que temos. Só hoje foram 8 horas sempre a dar-lhe… estou exausto! Até amanhã! 😉

Frankenbeliche – Take 2

O Frankenbeliche está a avançar e esperamos entre quinta e sexta estar completamente concluído! Hoje foi dia de unir a estrutura frontal e traseira, criar o estrado a partir do restauro individual de madeira de palete reutilizada, ensaiar o conceito com colchão e com a nossa menina lá em cima e ainda proceder à betumagem, lixagem e pintura! 100% desperdícios e material reutilizado! Falta fazer as cabeceiras, os fundos e concluír os estrados, tudo construído, lixado e pintado individualmente e só depois montado no local definitivo.

Frankenbeliche

Os últimos dois dias foram de bastante trabalho, pois estamos a avançar com o Frankenbeliche dos nossos meninos! Ou seja o beliche frankenstein criado de raiz totalmente com peças reutilizadas de de outros projectos incluíndo a transformação de peças pequenas em peças grandes… ah pois, um desafio enorme que muitos se negariam a lidar, devido a todas as limitações e ainda madeira empenada que tem de se tentar corrigir a cada ligação a outras peças. Ainda se desfez duas paletes para aproveitar algumas peças, provavelmente para os fundos e topos. Não só a madeira está a um preço absurdo como faz confusão não saber aproveitar recursos! Desta forma, com engenho e preserverança vamos conseguir uma peça única que resultará do jogo de peças de madeira de quatro antigos conceitos completamente diferentes! Depois de tudo cortado, adaptado e montado ainda levou uma penteadela de rebarbadora para uniformizar as superfícies antes da lixa de acabamento. Frente e Traseira prontas, amanhã há mais! A escada encontrámos no lixo há uns 3 anos e tinha ficado guardada para um dia ser posta a uso! 😉

Resistir à Tirania

Num futuro próximo, a liberdade individual estará ainda mais em risco e jamais será permitida pelo opressor, caso este tenha sucesso na implementação da sua agenda. Terá sim, de ser conquistada pelos oprimidos, pois mesmo antes que a tirania se torne lei e que uma distopia se instale, a rebelião será um dever! Criem crianças mentalmente e fisicamente fortes, capazes de se adaptarem, de serem auto-suficientes e de defenderem as suas liberdades! Não basta criar um mundo novo e dar o exemplo, mas defender a nossa criação, a nossa família e a nossa forma de de viver!
“Todos têm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o dever de o defender.”(Artº 66º da Constituição da República Portuguesa)

Visita de Estudo

Este ano, para celebrarmos o aniversário da nossa menina, demos uma escapadinha a mais um dos ainda resistentes paraísos perdidos pelo nosso país, para uma pequena expedição e visita de estudo. Brincar e nadar em rios puros, observar aves, peixes e anfíbios, bem como, procurar plantas para criarmos contrastes entre a fauna e flora da montanha e a da praia. Ainda aprender “in loco” sobre o ciclo da água e os mecanismos usados pelos antigos para gerar força mecânica para moer cereais ou produzir azeite! 😉