Soberania Alimentar

Nos tempos que se aproximam, esta é uma das melhores formas de investimento. Por aqui vamos reservando, conservando e acondicionando tb alguns alimentos que não conseguimos produzir. A inflação aqui não pega e calorias vão valer bem mais que dinheiro num futuro não muito distante! Calorias serão utilizadas inclusive como moeda de troca, entre dissidentes inconformados com as agendas que estão a ser implementadas, enquanto uma maioria anda distraída. O que fizeste hoje para garantir a tua soberania alimentar?

Ensino Doméstico

Os últimos dias, têm sido de brincadeiras na rua, explorando o nosso lindo jardim / floresta, mas também a ajudar o pai e mãe seja com o preparado de cascas de ovos para ajudar na reposição de cálcio das nossas galinhas, ou a fazer a bebida probiótica gaseificada de gengibre. Actividades práticas com sentido, jogos, brincadeiras, sempre com muitas aprendizagens à mistura! 😉

Início de Abril

Os tabuleiros de germinação estão bem encaminhados! Os sabugueiros estão maravilhosos, em flor e já com ninhos dos animais que procuram o nosso espaço para se reproduzirem! É altura também, de manutenção e limpeza nos sistemas de captura, armazenamento e distribuição de água. Iniciámos ainda a preparação de novos canteiros com pneus reutilizados, para a cultura de tupinambo / girassol batateiro! Ao mesmo tempo investimos no armazenamento e acondicionamento correcto de alimentos para os próximos meses e anos, o que consideramos ser essencial. O que aí vem não vai perdoar ninguém enquanto o colectivo não despertar para o que realmente se passa. Toca a plantar e a conservar! 😉

Feliz Ostara

Nesta época de transição, “a semente da vida é semeada no ventre da Deusa, a Donzela revigorada e cheia de vida e alegria. O Deus é devidamente armado para sair na sua viagem no mundo das trevas e reconquistá-lo, para que posteriormente a luz volte a reinar.”Para celebrar a Deusa da fertilidade e a chegada da primavera, os nossos pequenos artistas criaram os seus projectos de ilustração. A nossa menina aplicou-o ainda nas três dimensões dos seus ovos de galinha vazios, que escondeu por aí! Feliz Ostara! 😉

Primeira Semana de Março

Ainda bem que a chuva começou a cair, mas todos os intervalos temporais sem chuva e vento é para aproveitar e meter mãos na massa a mondar, colher alimento, peneirar composto de humanure e a encher covetes de germinação com as próximas produções! A nossa menina já ajuda muito e cada vez sabe mais, sobre como produzir o seu próprio alimento! 😉

Portão Concluído e Tipi ao Sol

Já a preparar a primavera, o portão de material reciclado do novo espaço dos animais está instalado, faltando apenas criar um sistema de tranca. Contei com a ajuda preciosa da nossa menina que aprende sempre imenso sobre ferramentas, ferragens, parafusos e soluções que funcionam! 😉 No final de tudo limpo e materiais arrumados, migrámos a estrutura do Tipi para a zona ensolarada, para nos prepararmos para montar a tela que o define como abrigo de brincadeira para a pequenada.

Informática, Electrónica e Telecomunicações

Um projecto de vida ecológico e holístico nos dias que correm deve saber reunir o melhor dos dois mundos em que ambos contribuam em uníssono para a libertação da dependência de empresas, serviços e ajude a criar soluções que promovam a liberdade dos utilizadores. Esta semana recriámos de raiz o nosso hackintosh pela terceira vez com um OS mais recente que nos permite agora utilizar ferramentas mais actuais de diagnóstico e reparação, planeamento e gestão do projecto. Ainda esta semana avançamos com a instalação de um poste de telecomunicações no espaço comunitário e ainda hoje finalizámos parte desse novo projecto de telecomunicações offgrid de emergência, capacitando os módulos de comunicação, com caixas impressas em 3D que foram adaptadas de acordo com cada módulo! 😉

Projectos e Reutilização de Material

EstEstamos sempre necessitados de madeira para projectos pequenos e grandes. Se conheceres quem tenha desperdícios ou material que não precise, redirecciona para nós! Os trabalhos por aqui não param, pois há que aproveitar o momento e o bom tempo, enquanto a chuva não regressa. Esta semana separámos paletes velhas, dividindo madeira para queimar, madeira para tratar e madeira para construção. Ao mesmo tempo construímos e finalizámos o novo portão para um novo espaço de animais tudo com material reutilizado, desde a madeira, a rede e os parafusos. No final do dia, um belo sumo das nossas laranjas, feito pela nossa menina! 😉

Skills de Sobrevivência / Forest School

Ainda no espírito das skills de sobrevivência e baseados nas forest schools, temos aproveitado para criar situações fora do nosso espaço, para os nossos meninos terem acesso a competências reais, como por exemplo a necessidade de criar fogo para preparar alimentos. Pequenos almoços nalguns dias, almoços noutros, espaços para pendurar o material, encontrando soluções a partir dos materiais encontrados no local, utilização de ferramentas como machado e faca para fabricar determinados utensílios ou ferramentas, preparar material fino para iniciar um fogo rápido e em segurança sem recurso a fósforos ou isqueiro e ainda, aproveitar para utilizar a imaginação na criação de armas primitivas de madeira como lanças, arpões e fisgas! No processo, nada como trabalhar com eles as telecomunicações fora da rede aproveitando para treinarem a utilização de rádios PMR446.

Educação e Skills de Sobrevivência

Hoje foi dia de iniciar treinos com os meninos em algumas skills de sobrevivência. Recolha e processamento de lenha e criação de acendalha natural, utilização de pano de algodão carbonizado e pederneira para atear um fogo, utilização de fogão foguete desmontável para ferver água e fazer chá com ervas recolhidas no nosso espaço, utilização de faca e paus de acácia para criar dois cajados de madeira maciça e ainda carregamento solar portátil para sistemas de comunicação por rádio! Mais que nunca, há que dar ferramentas mentais e práticas aos nossos filhos, para enfrentarem os tempos adversos que se aproximam.

Trabalhinho do Jardim Comestível

Hoje foi dia de mondar, plantar árvores e arbustos e meter mais comidinha da boa na terra. Ainda cortámos um velho tronco de eucalipto morto que servirá para lenha e colocámos a colmeia mais perto do muro para absorver calor por irradiação ao final do dia! Tb colhemos qq coisa! 😉

Bom Ano

E como o futuro é das crianças, temos de as proteger e dar-lhes uma vida o mais natural e saudável possível. Sem venenos, com acesso a comida, a água e ar puro, reatando o laço com a essência da vida, da criatividade, do jogo, da brincadeira e das experiências reais ao mesmo tempo que permitimos a utilização de tecnologia apenas como uma ferramenta para executar uma função e não como a substituição da realidade. De outra forma caminharíamos certamente para a criação de uma geração governada por realidades virtuais, inteligência artificial e identidades digitais em regimes tecnocracratas. Assim se criam os resistentes do amanhã, num mundo que não mais será aquilo que foi! Bom ano e façam por deixar ao mundo, uma melhor geração que a nossa!

Peça Decorativa de Natal

Utilizando conteúdos como a cor, as medidas, os instrumentos de medição, a geometria, a reutilização, a dobragem, o recorte e a colagem, está tudo a postos! A peça de decoração final, construída com material reciclado, que a nossa menina recolheu juntos os avós, está construída e instalada! 😉 Boas Festas

Ser criança e viver de forma a nunca deixar de o ser!

Esta semana nos intervalos da chuva deu para brincar na rua, aprender a utilizar novos materiais e ferramentas, criar artesanato e histórias, aprender a ler e a escrever e até a gravar canções. Até deu para ajudar os avós a montarem a árvore de Natal! Tão bom ser criança e viver de forma a nunca deixar de o ser!

Aprender ao seu Ritmo

Tentamos que as aprendizagens dos nossos meninos sejam diversificadas, sempre com recurso ao espaço natural que os rodeia, mas também, através de jogos, materiais didácticos e experiências práticas de interacção com o outro e com os elementos na exploração de materiais, locais e ferramentas. Neste momento e depois de alguns anos de muitas histórias e aventuras, a nossa menina está a aprender a ler e a escrever ao seu ritmo, estando bem encaminhada. O sucesso virá da necessidade de querer entender o que o mundo exterior lhe apresenta e não através de algo forçado ou sequencial, com um ritmo ou motivação que não os seus, dentro de um espaço fechado e pouco dinâmico. Mais que nunca, o ensino doméstico natural, nestes primeiros anos de escolaridade é extremamente vantajoso, pois permite-se que a criança aprenda principalmente pela brincadeira e pela necessidade de superar desafios que ela própria define, ou seja, sem a constante necessidade de motivação ou pressão, mas sim, com respeito pela sua maturidade, ritmo e interesse. 😉