Chove lá fora

Há uns dias, com toda a maravilhosa chuva lá fora a regar o nosso jardim comestível, a pequenada andava de volta das suas actividades de estudo enquanto eu adicionava os elementos finais ao sistema fotovoltaico para podermos alimentar directamente aparelhos a 12v e a 5v. Os 220v ficam reservados para o restante material, aumentando desta forma a eficiência do sistema e eliminando gastos supérfluos na conversão energética.

Trabalho Comunitário e Energia Fotovoltaica

E ontem foi dia de trabalho comunitário na casa de vizinhos, mesmo debaixo de chuva! Criámos uma instalação de sistemas de recolha de água da chuva independentes e modulares que a qualquer altura podem ser expandidos. Em breve ficarão com capacidade disponível e pontos de distribuição de água da chuva para várias utilizações, incluindo rega por gravidade. Faltam alguns pormenores que amanhã deverão ficar concluídos. Entretanto hoje já tratámos da conexão definitiva dos novos paineis fotovoltaicos ao dijuntor DC, da colocação dos mesmos no ângulo de Outono/Inverno e da optimização do cable managment no telhado. Todos os dias são utilizados para a nossa resiliência e redução da dependência do que não controlamos! 😉

Energia Fotovoltaica

Hoje demos mais um passo para a nossa auto-suficiência energética descentralizada e independente mesmo dentro do ecossistema offgrid. Como sempre, o segredo não é apostar num sistema “ultra master top” centralizado, mas em pequenos sistemas descentralizados, independentes e adequados ás tarefas necessárias a determinado espaço. Como sempre, vamos guardando os componentes aos quais vamos fazendo upgrade e pouco a pouco acabamos por reunir material para criar novos sistemas, sendo apenas necessário adquirir parte dos componentes. Estamos ainda a aguardar algumas peças mais simples, como barras de distribuição, porta fusíveis, passa cabos. etc…. Na parte de construção, nos próximos dias iremos criar um sistema de apoio em madeira para recriar o mesmo sistema articulável que inventámos para instalar os painéis do sistema original, mas desta vez para aplicarmos no telhado da oficina móvel. Na caixa de energia 12v e 5v que criámos com uma caixa de madeira reutilizada, ainda adicionámos um mini switch oferecido pelo nosso amigo M. para distribuirmos rede pelas estações do “Génio da Maçã”, para cada vez mais nos livrarmos das redes sem fios e da sua radiação!

Resiliência e Soluções

E hoje foi dia de ir para o telhado limpar os painéis fotovoltaicos e ainda ir buscar e integrar três novinhas habitantes, na mais recente área dedicada aos animais. Por aqui, as actividades não param e todos os dias são aproveitados ao máximo para investirmos na nossa resiliência, ao mesmo tempo que vamos inspirando quem nos segue, a encontrar as soluções que funcionem para si neste processo de “revolução disfarçada de jardinagem”! 😉

Tarefas Diárias

Os nossos meninos têm vindo gradualmente a assumir responsabilidades nas tarefas diárias que são necessárias realizar. Hoje deram a comida, mudaram a água nos dois espaços dedicados aos animais e limparam as duas capoeiras. Ainda deram uma espreitadela nas abelhas para ver se estava tudo bem com as nossas inquilinas! Muito bem! 😉

Manutenção no Abrigo Hobbit

E esta semana já tratámos finalmente de fazer a manutenção anual no telhado do abrigo hobbit. Antes do inverno falta apenas escovar as paredes e dar uma demão de protector de madeira aquoso e incolor para garantir que estes conceitos se aguentam por muitos anos! 😉

Nova Capoeira e Espaço dos Animais

Mais uma vez, apenas com material reutilizado e sobras, construímos de raiz uma segunda capoeira para o novo espaço dedicado aos animais. Desmontámos a velha escalada que já não estava a uso e adaptámos os cortes ao tamanho do resto de cobertura de painel sandwich que um amigo nosso nos tinha trazido já o ano passado. Ela toda abre para ser limpa, ou seja o painel frontal, o telhado e ainda a gaveta de chapa no fundo do galinheiro. Tem aberturas de respiração e pensadas de forma bioclimática com entradas de ar fresco por baixo nas laterais e saída do ar quente por respiradores no topo. Resultou muito bem e já lá colocámos duas nas nossas meninas. As outras duas ficam no espaço original e assim podemos aumentar a nossa capacidade de gerar alimento sob a forma de ovos, controlo de pragas e ainda produção de composto, assim que adicionarmos mais elementos ao espaço.

Avaliação constante e optimização de recursos

A qualquer altura é tempo de avaliar o que precisa de manutenção e o que é necessário fazer antes da chegada do inverno. Que sistemas necessitaremos de ter disponíveis e funcionais em breve. É constantemente um jogo de abastecer e tratar da manutenção de todos os nossos conceitos. Tratar do armazenamento de água e lenha, iniciar novos projecto de fogões foguete de alta eficiência com latas reutilizadas de tinta, para cozinhar ao ar livre, aquecer água de lavar a loiça, esterilizar materiais, ou ainda macerar ervas medicinais. Sempre que caminhamos pelo terreno observamos atentamente e registamos o que está por fazer como é o caso da limpeza anual do abrigo hobbit que todos os anos fica coberto do material que cai da figueira. Finalmente, sempre que possível, damos um toque na manutenção limpeza e restauro em materiais electrónicos que nos oferecem ou encontramos à beira do lixo, como foi o caso deste maravilhoso CRT sony de 14 polegadas. Hoje em dia já não se fazem tvs/monitores que aguentem 30 anos a funcionar… Essa é que é essa, pois a obsolescência programada tomou conta do panorama. Aproveitar recursos e utilizá-los de forma inteligente é o segredo para sair do caminho da dependência! 😉

Trocas e Serviços

Sempre que possível e como forma de troca directa ou troca de serviços prestamos auxílio à nossa comunidade vizinha mais directa. Esta semana andámos de volta o restauro e protecção de uma cobertura. Tudo raspado, limpo e pintado, para poder futuramente ser colocado um telhado de chapa sandwich.

Energia local e descentralizada

Sabendo o que aí vem… Toca a aproveitar todos os restos e até madeiras abandonadas à beira dos caixotes do lixo ou despejadas por aí… para garantirmos um ambiente mais limpo à base de fontes de energia local, para cozinhar, aquecer espaços e produzir água quente no próximo inverno. Mais que nunca, é imperativo não ceder a crises fabricadas e a farsas, tomando pulso do nosso destino e trabalhando todos os dias para um futuro resiliente, de baixo impacto e apoiados em matérias primas locais para as nossas necessidades energéticas. Por aqui já começamos a preparação dos telheiros de lenha e que irão alimentar os nossos conceitos durante as próximas estações! 😉

Espaço no Final de Julho

Em julho os trabalhos na horta e no espaço não param. Agora é finalizar a peneiragem de composto, criar novos compostores, deixar outros descansar, fazer podas, plantio e sobretudo rega para garantir que as culturas sobrevivem ao calor do verão. Já montámos mais armadilhas para as vespas asiáticas que andam perto da colmeia a montar cerco! Ainda temos de aproveitar as podas para lenha e para triturar, devolvendo matéria ao solo e ajudar a regular a humidade. Um dia de cada vez 😉

Escada do Beliche

Ainda a meio gás, há uns dias tratámos iniciar o restauro da escada reutilizada para o conceito de beliche dos nossos meninos. Testámos uma pintura com castanho chocolate, mas a pressa em ter o projecto concluído trocou-nos as voltas. A tinta não agarrou como esperado e ainda bem, pois acabámos mesmo por retirar tudo, lixar profundamente para retirar todo o verniz antigo e então finalmente aplicámos o protector incolor! Ficou como nova com o tom de madeira natural e hoje adicionámos as peças metálicas de fixação. Estas peças foram criadas a partir de peças reutilizadas para criarmos um sistema de escada móvel, que não necessita de ficar fixo numa única zona da cama superior, permitindo ser facilmente montado e desmontado em qualquer parte. Faltam só as laterais para ninguém cair e a decoração que será feita pela nossa menina.

Podas de Verão

Hoje foi dia de poda. Árvores que acabaram de produzir, outras que estão a começar a ocupar espaços indesejados e ainda fantásticos eucaliptos que nos dão propriedades medicinais, lenha e cobertura da solo. Estamos a acumular toda a matéria em pilhas, para em breve iniciarmos os trabalhos de corte e separação para lenha de inverno e para trituração como cobertura de solo, evitando a perda de humidade no mesmo. A Natureza é soberana e abundante. Não existem más espécies, mas sim, más práticas! 😉

Um dia de cada vez! ;)

Hoje é mais um dia de acção com a pequenada a trepar, subir, descer, correr, escorregar, etc… enquanto o pai trata de fazer um upgrade para melhorar a passagem do ar e acelerar o arrefecimento passivo na porta de casa! Esta porta e também a madeira da cúpula de acrílico, precisarão de manutenção em breve, mas ainda há muitos projectos para avançar. Um dia de cada vez! Ainda fui dar uma espreitadela nas abelhas e lá estão elas bem empenhadas no seu trabalho e já a puxar bastante cera! 😉

Abelhas, Energia e Produção Alimentar

Nos últimos dias, a colónia de abelhas que nos adoptou este ano, tem vindo a crescer em tamanho pois estão agregar gradualmente os seus membros. As armadilhas de vespa asiática estão a cumprir a sua função e já apanhámos um par delas. A energia do Sol carrega as baterias e os aparelhos necessários ao desenvolvimento do projecto de forma independente (off grid). E nós por aqui, tem sido plantar, mondar, fertilizar, transplantar, germinar e todas as actividade necessárias à produção alimentar dos próximos meses. Com a ajuda dos nossos meninos, preparámos mais vasilhas com composto de humanure bem curado, onde estamos este ano a experimentar plantar abóbora, maximizando a área ocupada e mantendo a versatilidade de mover as planta no espaço se necessário.

Finalização do restauro e preparação da Colmeia

Ainda durante o dia de hoje, concluímos a preparação da colmeia, com uma nova inspecção ao interior. Mais uma vez trabalhámos com a nossa mais velhinha, conceitos educativos práticos de medida, corte e e correcto manuseamento de materiais com vista a dotar todos os quadros com cera nova e ainda a colocar um pouco de mel no suporte de atracção. Pela hora do almoço ficou o trabalho concluído e parece que não tivemos de esperar muito, pois a meio da tarde já muitas abelhinhas se encontravam à porta, no interior e no recipiente do mel, a explorar. Esperemos que seja o suficiente para irem avisar a colónia e ir buscar a rainha para colonizar mais uma vez esta casinha que preparámos para elas com todo o nosso carinho e dedicação.

Espaço Animais e Armadilhas para Vespa Asiática

Ora hoje foi mais um dia dedicado ao espaço dos animais. Iniciámos o dia cuidando das galinhas e do seu espaço, com uma limpeza mais profunda no telhado da capoeira, na caleira de captura de água da chuva e no depósito de recolha. De seguida avançámos com os meninos na preparação de 4 armadilhas para vespa asiática pois está a aproximar-se a possível época de andar por aqui. Ao mesmo tempo que reutilizamos materiais ainda se dá a oportunidade à nossa mais velhinha, de trabalharmos conceitos educativos práticos, como é o caso do correcto manuseamento de instrumentos de corte com x-acto e a motricidade fina.

Colmeia Restaurada

Hoje, finalmente com o tempo mais fresco, lembrei-me que ainda não tinha verificado a colmeia nos últimos tempos. Mais ou menos estava a imaginar que algum trabalho me esperava, pois as abelhas não há maneira de andarem por cá à procura de casa tão activamente como eu esperava. Quando abri a janela da colmeia vi logo que coisa boa não era. Ninhos de traça e larvas por todo o lado. Cortei tudo fora e apanhei as larvas para dar logo ás galinhas para tratarem do assunto! 😉 As próximas 4 horas foram de limpeza e restauro profundo, pois não conseguiria adiar mais esse trabalho e o bolor do inverno passado embora não tivesse avançado ou despoletado de novo a madeira estava com um aspecto horroroso. Toda a cera e propolis removida, quadros fora, limpeza das ranhuras para adicionar as placas de cera, foi tudo passado a pente fino com a rebarbadora e lixadeira. Finalmente o próximo enxame tem casinha limpa! Falta apenas adicionar a cera aos quadros e colocar uma tacinha com um pouco de mel para ver se as atraímos! 😉